Correspondência recebida:





de: Arnaldo Reis Caldeira Júnior

Olá caro TS Bovaris:

Faço parte (aluno) da Escola de Liderança - Fé e Política, projeto desenvolvido pela igreja católica, para uma "moralização e desenvolvimento" de uma politica séria e justa no contexto nacional.

O curso é de responsabilidade do Instituto INSEAS, na cidade de Varginha, porém sob a diocese de Campanha ........... como sou de Carmo da Cachoeira pode-se concluir que o curso é para toda a diocese !

Este ano o Inseas abrangeu o trabalho de criar em nossa região o Comitê Sul Mineiro 9840 - Contra a corrupção eleitoral. - Seu voto não tem preço tem consequências !!!

"A Lei 9840 foi a primeira lei de iniciativa popoular no Brasil, encabeçada pela Comissão Nacional de Justiça e Paz e Congregação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB)."

E dita normas e regras para combater a corrupção eleitoral, com impugnação de candidaturas e cassação de mandatos.

No mais, cordiais saudações.
"Buscai no trabalho e na educação o desenvolvimento sustentável de um povo !"

Comentários

projeto partilha disse…
Júnior Caldeira. Gratidão pela participação. A Comissão que, organizou a ENTREVISTA COLETIVA com os canditados aos cargos administrativos, em Carmo da Cachoeira, Minas Gerais, está de parabéns. Um grande avanço em termos de conscientização política, e mais, um aprendizado para sociedade cachoeirense. O que falta agora, é começar a pensar a questão da formação de lideranças locais, que está defasada. Muito defasada. As escolas deveriam ser as primeiras a se sintonizarem com o assunto e, implementarem uma pedagogia reflexiva na área do conhecimento. A formação de Grêmios Estudantis, assegurada pela Legislação Federal, seria um "espaço" que proporcionaria esse exercício. Cada sala com seu representante ajudando a construir uma nova escola, mais dinâmica, interativa e participativa. Enquanto estudante, o aluno iria exercitando o seu direito. Aprenderia a enxergar o seu papel e a sua responsável na construção de uma nova sociedade, pensamos, cada vez mais solidária. Com o exercício do voto aprenderia, através dos erros e acertos na escolha que fez. Iria amadurecendo e aprendendo a escolher. O Grêmio Estudantil é realmente o caminho que leva a essa construção, que em síntese, é a construção da consciência. Direitos e deveres, não no papel, mas na ação.
Júnior Caldeira, é sempre muito gratificante contar com sua participação. Vê-se que a escola que você frequentou mantinha seu GREMIO ESTUDANTIL e o formou, não apenas o informou. É de gente como você que Carmo da Cachoeira necessita.

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.