Correspondência recebida.





de: Belizário da R. B. de Goul

Quando é que vamos ser fortes o suficiente, e aptos para nos organizar? Quando iremos perceber que elegemos nossos representantes e devermos acompanhar seu trabalho? Quando, ao pensar num candidato, nos lembremos de seus feitos em relação a sociedade? Se não fez enquanto cidadão, não fará como representante do povo. Quando vamos boicotar os feitos daqueles que levam à frente propostas, que não benefíciem toda a sociedade? Quando iremos amadurecer, a ponto de aglutinar força e formar grupos que comparecerão as sessões da Câmara e, lá sentados, ouvir e ver como está os representantes estão posicionando diante dos encaminhamentos? A quem, ou a que estão servindo em cada votação.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.

A Família Campos no Sul de Minas Gerais.