Padre José Procópio Júnior em Carmo da Cachoeira

Imagem
Paróquia Nossa Senhora do Carmo sob nova guiança Editorial Sai Pe. Daniel Menezes, e assume como administrador paroquial da acolhedora cidade de Carmo da Cachoeira, em fevereiro de 2019, o Pe. José  Procópio Júnior. "Não cabe à pedra escolher o lugar que deve ocupar no edifício. Assim também não cabe à nós criaturas ditar ao Criador o que deve acontecer em nossa vida, pois Deus é quem sabe e dispõe com sabedoria própria." − Dom Servílio Conti, IMC Como página que observa os acontecimentos neste pedaço de chão mineiro, limitado por montanhas e que, segundo o cachoeirense Padre Godinho, “todas são azuis”, registramos o remanejamento ocorrido entre padres ligados a Diocese da Campanha no ano de 2019. Entre as mudanças encontra-se a Paróquia Nossa Senhora do Carmo/Carmo da Cachoeira – MG. Sai nosso querido Padre Daniel Menezes. Por ele continuamos a rezar e o devolvemos, entre lágrimas e a esperança de um dia tê-lo entre nós. Somos eternamente gratos e devedores. Entr

As antigas festas religiosas de Carmo da Cachoeira.

Cada cidade, cada vila, cada povoado deste nosso católico Brasil tem as suas festas religiosas, algumas das quais têm raízes tão profundas na alma popular, que não pertencem apenas a determinada localidades, mas tornaram-se como que verdadeiras festas nacionais, anualmente celebradas por todos os recantos de nossa Pátria, onde exista um sacerdote católico.

Em Carmo da Cachoeira, desde os tempos mais antigos, as festas principais são: a de São Sebastião, Semana Santa, São Benedito, e a da padroeira, Nossa Senhora do Carmo.

A festa de São Benedito, que era patrocinada pelos pretos, praticamente deixou de existir; todos os que para ele trabalhavam, ou morreram ou se mudaram para outras terras e os moços pretos não souberam ou não quiseram conservar a tradição de seus antepassados. Deste modo, o dia 13 de maio, que era um dos dias mais festivos para o arraial, como já dissemos em outra ocasião, transcorre agora em silêncio completamente esquecido.

Quanta falta não estão fazendo aqui o Padre José Félix, o Veríssimo, o Valentim, o Sebastião Felipe e tantos outros. Com eles, morreu também uma das festas mais tradicionais de nossa terra.

Prof Wanderley Ferreira de Rezende

trecho do Livro: Carmo da Cachoeira: Origem e Desenvolvimento.


Próxima matéria: A festa de São Sebastião em Carmo da Cachoeira.
Matéria Anterior: É inaugurado um cinema em Carmo da Cachoeira.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A família do Pe. Manoel Francisco Maciel em Minas.

As três ilhôas de José Guimarães.

Antiga foto da fazenda da Serra de Carmo da Cachoeira.