Padre José Procópio Júnior em Carmo da Cachoeira

Imagem
Paróquia Nossa Senhora do Carmo sob nova guiança Editorial Sai Pe. Daniel Menezes, e assume como administrador paroquial da acolhedora cidade de Carmo da Cachoeira, em fevereiro de 2019, o Pe. José  Procópio Júnior.
"Não cabe à pedra escolher o lugar que deve ocupar no edifício. Assim também não cabe à nós criaturas ditar ao Criador o que deve acontecer em nossa vida, pois Deus é quem sabe e dispõe com sabedoria própria." − Dom Servílio Conti, IMC Como página que observa os acontecimentos neste pedaço de chão mineiro, limitado por montanhas e que, segundo o cachoeirense Padre Godinho, “todas são azuis”, registramos o remanejamento ocorrido entre padres ligados a Diocese da Campanha no ano de 2019. Entre as mudanças encontra-se a Paróquia Nossa Senhora do Carmo/Carmo da Cachoeira – MG.

Sai nosso querido Padre Daniel Menezes. Por ele continuamos a rezar e o devolvemos, entre lágrimas e a esperança de um dia tê-lo entre nós. Somos eternamente gratos e devedores. Entra, aureola…

Os Maciéis, uma família Brugre com muito orgulho.


Ajude-nos a contar a história de Carmo da Cachoeira. Aproveite o espaço "comentários" para relatar algo sobre esta foto, histórias, fatos e curiosidades. Assim como casos, fatos e dados históricos referentes a nossa cidade e região.

Próxima imagem: Uma antiga família de Carmo da Cachoeira.
Imagem anterior: Clube Tabajara na década de 70.

Comentários

Anônimo disse…
Foto do arquivo particular de Teresa Maciel Nascimento, enviada à TS Bovaris por Rogério Vilela. Rogério é colaborador em caráter de voluntariado neste projeto - o PARTILHA. A senhora com a criança no colo é o cartorário de Carmo da Cachoeira, Antonio Bonifácio Maciel, irmão do Pároco da Matriz de Nossa Senhora do Carmo - 9.5.1944 a 1965, Manoel Francisco Maciel. A moça ao lado, mãe de Teresa Maciel, sobrinha de Pe. Manoel e do senhor Antonio Bonifácio. Teresa diz: "Não sei se é assim que se fala dos descendentes de índios, é Bugre? Pois é o que somos, com muito orgulho. A tradição da família traz gravada as palavras vindas pela tradição de que, os ancestrais de minha avó da foto, foi "caçada" no sertão".
Anônimo disse…
Últimos registros lançados para o ano de 1882, na Freguesia do Carmo da Cachoeira, Minas Gerais. São eles: José Pedro Ferreira da Silva e Maria Sofia de Rezende, na Igreja Matriz. Testemunhas: Dr. José C. de Oliveira e Manoel dos Reis Silva;
Francisco Anastácio de Souza e Carolina Maria de Jesus, na Capela de São Bento no Campo Belo. Testemunhas: Tomaz Alves da Costa e Floro Custódio Neto;
Gabriel José Marinho e Maria do Carmo Bielas, na Matriz de Três Corações. Testemunhas: João da Costa Silva e Vicente C. Mendes;
Quintino Joaquim Alves e Justina Maria de Jesus, na Matriz. Testemunhas: Antonio Joaquim Alves e Eduardo A. de Gouveia;
João Alves da Costa e Rita Bertolina da Costa, na Igreja Matriz. Testemunhas: Adão Pereira Lagos e Joaquim Ferreira de Azevedo;
Antonio Joaquim de Rezende e Olímpia Rosalina da Fonseca, na Igreja Matriz. Testemunhas: José Esteves dos Reis e João Tomaz de Aquino Vilela;
André Cândido Gomes e Ana Jacinta de Oliveira, na Igreja Matriz. Testemunhas: Francisco Daniel da Costa e José Antonio dos Reis;
Antonio André de Souza e Maria Vitalina de Jesus, na Igreja Matriz. Testemunhas: João Antonio Naves e Severino Ribeiro de Rezende Neto.
Anônimo disse…
Primeiros casamentos registrados no ano de 1883 na Freguesia do Carmo da Cachoeira, Minas Gerais:
Camilo Antonio Ribeiro e Geracina Maria de Jesus, na Igreja Matriz. Testemunhas: Joaquim Ribeiro de Carvalho e Joaquim José da Silva;
Cassiliano José Pereira e Maria Nicésia Andrade, na Capela de Luminárias. Testemunhas: Gabriel Venâncio Diniz e Custódio S. Pinto;
Antonio Máximo R. da Luz e Ana Izabel Teixeira, na fazenda dos Monjolos. Testemunhas: Domingos T. de Rezende e Carlos R. de Souza;
José Clemente Bernardes e Maria Florenciana de Carvalho, na fazenda de João Urbano de Figueiredo. Testemunhas: Antonio Teixeira e João Urbano de Figueiredo;
José Valério e Iria (escravos), na Igreja Matriz. Testemunhas: Vicente Ferreira e Gabriel R. da Costa;
Camilo e Luiza (escravos), na Igreja Matriz. Testemunhas: Antonio Dias Pereira de Oliveira e Luiz Ferreira;
José Bernardo da Costa e Ana Maria do Nascimento, na Igreja Matriz. Testemunhas: Urbano dos Reis Silva e José F. da Costa;
João José de Abreu e Francisca de Paula de Jesus, na Igreja Matriz. Testemunhas: Manoel A. Teixeira e José Veríssimo Xavier;
João Batista de Oliveira e Emiliana Rosa de Jesus, na Igreja Matriz. Testemunhas: José Marcelino F. Júnior e Urbano dos Reis Silva;
Joaquim José de Lima e Ana, na casa de Tomé M. da Costa. Testemunhas: Tomé M. da Costa e Eugenio B. da Silva;
Joaquim Cândido de Abreu e Ana Idalina de Oliveira, na Igreja Matriz. Testemunhas: João V. de Rezende e José Esteves dos Reis;
José Lourenço da Silva e Carolina Maria de Jesus, na Igreja Matriz. Testemunhas: Urias de Sales Cardoso e Marcolino F. Rosa.
(continua)

Postagens mais visitadas deste blog

Antiga foto da fazenda da Serra de Carmo da Cachoeira.