Romaria do Trabalhador em Carmo da Cachoeira.


Ajude-nos a contar a história de Carmo da Cachoeira. Aproveite o espaço "comentários" para relatar algo sobre esta foto, histórias, fatos e curiosidades. Assim como casos, fatos e dados históricos referentes a nossa cidade e região.

Próxima imagem: As missões em Carmo da Cachoeira em 1953.

Imagem anterior: Garotas na praça em Carmo da Cachoeira antiga.

Comentários

projeto partilha disse…
Alguns registros do ano de 1867:
13.07 Zeferina, ato realizado pela Pe. José Paulino da Silva. Filha natural de Anna Luisa de Carvalho. Padrinhos: José Alves de Figueiredo e Josina Victalina de Rezende;
13.09 Luis, pardo, filho legítimo de Luis Antonio de Carvalho e Francisca Hipólita de Jesus. Padrinhos: João Urbano dos Reis e dona Anna Cândida de Figueiredo;
? Marianna, branca, filha legítima de Manoel Antonio dos Reis e Anna Cândida Branquinho. Padrinhos: Antonio dos Reis e Silva e dona Basilicia Cândida Branquinho;
18.09 Marianna, branca, filho legítimo de Gabriel Francisco Ribeiro e Cândida Gabriella da Costa. Padrinhos: José Marciano da Costa e dona Helena Rita da Luz Junqueira;
25.09 José, pardo, filho legítimo de Joaquim de Rezende Branquinho e Anna Cândida de Rezende. Padrinhos: José Vilella de Rezende e Jacintha Ponciana de Rezende;
06.10 Avelina, branca, filha natural de Anna Silvéria de Jesus. Padrinhos: Francisco de Paula Cândido e Maria Silvéria Ferras (Terras?);
26.10 Guiomar, branca, filha legítima de Antonio Dias Pereira de Oliveira e Theodolinda Eulália de Carvalho. Padrinhos: Alypio José Teixeira de Carvalho e dona Flauzina Olympia de Carvalho;
03.11 Thereza, branca, filha legítima do capitão Manoel Ferreira Martins e Maria Carolina de Mello. Padrinhos: João Alves de Gouvêa e Marianna Clara de Gouvêa;
03.11 Percilianna, branca, filha legítima de Manoel Ignácio da Costa e Claudina Alexandrina Lara. Padrinhos: Antonio Alves da Costa e Maria Cândida de Jesus por procuração apresentada por Maria Carolina Alves.
projeto partilha disse…
Últimos registros de batizados do ano de 1867, na Freguesia do Carmo da Cachoeira - Minas Gerais:
10.11 Jerônimo, pardo. Padrinhos: Manoel dos Reis e Silva Sobrinho e Maria Amélia de Jesus;
10.11 Serino, pardo, filho legítimo de Joaquim da Costa Ramos e Alexandrina Maria de Jesus. Padrinhos: João Alves de Gouvêa e Maria Clara de Gouvêa;
17.11 Cândida, parda, filha legítima de José Pedro Antonio e Anna Rita.. Padrinhos: José Marcelino Teixeira e Izabel Teixeira de Rezende;
19.11 Carolina, crioula, filha legítima de Joaquim Lopes Machado e Iria Cândida de Jesus. Padrinhos:
João Baptista Damaceno e Mathildes Leopoldina de Jesus;
29.11 Anna Parda, filha legítima de Cezário Manoel do Espírito Santo e Marianna Cândida Rodrigues. Padrinhos: Manoel Antonio da Silva e Laureanna Ignácia de Jesus;
29.11 José, pardo, filho legítimo de José Pedro de Alcântara e Maria Purcina de Jesus. Padrinhos: Francisco José das Chagas e Maria Silvéria do Nascimento;
30.11 Maria, parda, filha natural de Maria Rosa de Jesus. Padrinhos: Antonio da Silva Machado e Maria Paulina de Souza;
30.11 Anna, branca, filha legítima de Cândido Ferreira de Brito e Jacintha Arcangela da Conceição. Padrinhos: Antonio Vieira Lima e Maria Francisca de Oliveira;
01.12 José, filho legitimo de João Gonçalves Braga e Maria Claudina de Meirelles.Padrinhos: João Vilella de Rezende e Marianna Antonia Ribeiro; 02.12 João, branco, filho natural de Marianna Angélica da Fonceca (Fonseca). Padrinhos: Bonifácio José da Silva e Anna Antonia da Silva.
projeto partilha disse…
O Livro n.1 de Óbitos da Freguesia do Carmo da Cachoeira, e nos primeiros 10 anos, a que nos propusemos anotar os dados, apresenta-se pobre em informações.
O ano de 1858, traz somente 2 registros: um, em 03.12, de Ana Francisca de Jesus, viúva, 48 anos e no dia 05.12 o de Antonio, 2 anos e meio, filho de Vicente Soares de Souza e Maria de Jesus.

Ano de 1859 são 23 registros:
Claudiano Manuel Antonio, 25 anos, casado com Rita;
Ana, filha de José Villela de Rezende e Ana Celestina de Rezende;
Francisco, filho de João Luiz Martins e J. Batista;
Paulo de Nação de 40 anos;
Úrsula, de 6 anos;
Mariana, filha de João Ponciano e Mariana;
Izaú (Esaú), 18 anos;
Luiz de 25 anos;
Carlota de 40 anos;
Mariana de 16 anos;
Francisco de Nação de 50 anos;
Francisco de Nação da Costa de 60 anos;
Flauzino, filho de Jesuína Maria de Jesus;
Jorge de Nação;
Manuel de 30 anos;
Ana, filha de Manoel Ferreira da Silva; Vicência, viúva de 86 anos;
José Joaquim Pereira, casado de 38 anos;
Maria Jacinta de 60 anos;
Joaquim de Nação Munjolo de 50 anos;
José Antonio Rodrigues de 80 anos, casado;
Filho de Joaquim Fernandes dos Reis e dona Maria Cândida dos Reis.
projeto partilha disse…
São 28 óbitos registrados no ano de 1860: Luiz, 2 anos;
Heitor, filho de Gabriel Rodrigues da Silva;
Antonio de 40 anos;
Bernarda de 8 meses;
Joaquim dos Reis Vilella de 57 anos, casado;
Francisca, filha de João Batista e Emerenciana;
Patrocínia, 10 meses;
Domingos de 30 anos;
Antonio Africano de 50 anos, casado;
Antonio, filho de João Garcia de Figueiredo e Joaquina C. Branquinho;
Francisco Ramiro, solteiro, 30 anis, natural de Três Pontas;
José, filho de Manoel Ferreira Avelino e Maria Theodora Ferreira;
Claudina Maria Ferreira de 50 anos, casada com Antonio Rosa;
Tomé de 50 anos, casado;
Domingos José Alves de 49 anos;
Francisco, filho de Vicente Ferreira do Nascimento e Ana Antonia de Jesus;
Justina de 36 anos, casada;
Marçal de 22 anos;
Silvéria de 1 ano e 3 meses;
Joaquim, solteiro, 15 anos, filho de Antonio G. de Assis e Maria Bárbara;
Tereza, 36 anos;
Antonio de 40 anos, casado;
Domingos da Costa Ramos de 70 anos, viúvo;
Tereza, filha de João da Mata Ribeiro e dona Margarida;
Lourenço de Nação de 40 anos, casado;
Isabel de 15 dias;
Mariana Francisca do Nascimento de 40 anos, casada;
Gabriel, filho de Antonio dos Reis Silva e dona Maria Cândida Branquinho.
projeto partilha disse…
No ano de 1861 aconteceram 22 registros de óbitos na Freguesia do Carmo da Cachoeira, Minas Gerais:
Ana Emília de Rezende com 48 anos, casada;
Inês Josefa das Dores com 54 anos;
José de Medeiros com 15 anos, filho do Capitão Fr. Antonio de Medeiros, natural de Passos;
Ana Silvéria de Jesus com 60 anos, viúva;
Cândida com 50 anos, casada;
Tomé com 50 anos, solteiro;
Mariana, filha de José Pinto da Costa e Ana Silvéria de Jesus;
Felisberto de 40 anos;
Cornélia com 4 meses;
Edeltrudes, filha de Manoel Ferreira Avelino e Maria Theodora Ferreira;
Jerônimo de um anos;
Veridiana de um ano;
Etelvina, filha de Antonio José de Rezende e dona Maria da Glória;
Rita Africana com 60 anos;
Joaquim Antonio Pinto com 48 anos;
Manoel Rodrigues Barreto com 35 anos;
Gertrudes, filha de João Ponciano Patrício e Mariana de Tal;
Joana, filha de Francisco Lopes Machado;
Rufina de 7 anos;
João, filho de Joaquim Rosa e Maria Madalena;
Jerônimo de um ano.
projeto partilha disse…
A Freguesia de Nossa Senhora do Carmo, através de sua paróquia registrou 41 óbitos no ano de 1862.
Manuel, filho de Joaquim Batista Carneiro;
Antonio da Silva com 94 anos, casado;
Júlia Maria de Jesus com 65 anos, casada;
Feliciana Ana de Jesus com 60 anos, viúva;
Ana, filha de José Joaquim;
Ana, filha de Generosa Jacinta;
Rita Antonia da Conceição com 50 anos, casada;
Ana, filha de Pedro Dias dos Santos;
Bárbara de 1 ano;
Ana, filha de João Antonio de Souza;
Maria de 30 anos, solteira;
Antonio de Nação com 80 anos, casado;
Maria Inocência de Jesus com 19 anos, casada;
André de Nação com 95 anos;
Manoel de Nação com 40 anos, solteiro;
Inácia Leopoldina da Costa com 36 anos casada com Severino Ribeiro de Rezende;
Luiz, filho de José Joaquim Moreira e dona Constância;
Lério com 30 anos, solteiro;
José, filho de João da Mata Ribeiro e Margarida Natália da Silva;
Marcelino com 40 anos, solteiro;
Alexandre Gomes Branquinho, viúvo com 68 anos;
Maria, filha de Manoel Jacinto e Maria;
Maria, filha de Manoel Teodoro e Maria das Dores;
Jacinta Domiciana da Silva, casada com Antonio Joaquim Alves;
Francisco Antonio Denir, casado com Prudenciana Carolina de Jesus, com 40 anos;

Francisco Inácio da Silva com 72 anos, casado com MARIA TEREZA VILELA.
Francisco,
pai de RITA VICTALINA DE SOUZA, casada com JOSÉ FERNANDES AVELINO, viúvo de MARIA CLARA UMBELINA.

Maria de Nação com 50 anos, viúva;
Lúcia, filha de Manoel Inácio Xavier e Beatriz Maria de Jesus;
Lucas com 36 anos, casado;
José Branco, filho de Vicente Ferreira do Nascimento e Ana A. Ferreira;
Rita de Jesus com 25 anos;
Ana Rita de Jesus com 70 anos, viúva;
Feliciana com 11 meses;
Constância Gomes com 26 anos;
João da Costa Pereira com 24 anos, casado com Maria Cândida de Jesus;
Maria Angélica de Jesus, viúva;
Miguel de Nação com 80 anos, casado;
Bernardino com 6 meses;
Ana Teodora de Jesus com 50 anos;
José, filho de Joaquim Rodrigues de Assis;
Francisco, filho de João de Campos e Miquelina.
projeto partilha disse…
PADRE JOAQUIM GOMES CARMO, morreu em CARMO DA CACHOEIRA.

O LIVRO N.1 de ÓBITOS da Freguesia do Carmo da Cachoeira,
Minas Gerais, no dia 29 de março de 1866, registra o falecimento do
referido Padre.
projeto partilha disse…
No dia 11 de agosto de 1862, morre em Carmo da Cachoeira, conforme aparece num dos registros do referido ano, FRANCISCO ANTONIO DENIR. Esta é forma como encontra-se grafada no livro de n.1; no entanto, LEIA-SE DENIS ou DINIZ.

Conferir no Projeto Compartilhar em MANOEL ALVES TAVEIRA. FRANCISCO ANTONIO DENIS (conforme consta num recibo assinado por ele) ou Diniz em outros registros, foi casado com uma descendente deste Patriarca: DONA PRUDENCIANA CAROLINA (Coralina) ou (Querubina) de Jesus. Eles serão encontrados na pontuação 6.6.6, do referido estudo.

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.