Cônego José Joaquim de Souza, o Confessor.


Ajude-nos a contar a história de Carmo da Cachoeira. Aproveite o espaço "comentários" para relatar algo sobre esta foto, histórias, fatos e curiosidades. Assim como casos, fatos e dados históricos referentes a nossa cidade e região.

Próxima imagem: João de Tomás de Aquino Villela.

Comentários

projeto partilha disse…
Vejam na primeira notícia da página de ontem, e com postagem realizada hoje (ll), os 10 primeiros batizados do ano de 1863, bem como as Ermidas onde eles se deram.
projeto partilha disse…
Continuação. Batizados ocorridos na Freguesia do Carmo da Cachoeira - Minas Gerais, no ano de 1863. São eles:
08.03.1863 Lucas, crioulo, filho de Mathias Africano e Rita. Padrinhos: José de Nação e Francisca;
05.04.1863 Marianna, crioula, filha de Roque e Rufina. Padrinhos: José Rodrigues da Silva e Mariana Carolina Alves;
05.04.1863 Ignácia, crioula, filha legítima de José de Nação e Anacleta. Padrinhos: Gabriel e Victória de Nação;
19.04.1863 Francisco, pardo, filho legítimo de João Narcizo Coelho e Maria Rita de Jesus. Padrinhos: Pedro Rodrigues da Silva e Marianna Generosa dos Reis;
19.04.1863 Verônica, crioula, filha legítima de João de Nação e Marcelina. Padrinhos: Matheos de Nação e Sabina;
24.04.1863 Silvestre, crioulo, filho de Valentim e Mathilde. Padrinhos: Silvestre e Laureana;
25.04.1863 Antonio, branco, filho legítimo de Gabriel Venâncio Diniz e Maria Carolina Alves. Padrinhos: Ignácio José Alves e Maria Cândida de Jesus;
25.04.1863 Emídia, branca, filha legítima de Matheus Branquinho Ferreira e Anna Luiza dos Reis. Padrinhos: Manoel Ferreira Martins e Maria Carolina de Mello;
26.04.1863 Serafina, parda, filha natural de Justina. Padrinhos: Joaquim Bonifácio Baptista e Maria Balbina Rosa;
26.04.1863 Ezequiel, pardo, filho legítimo de Mathidio José de Souza e Thereza Maria de Jesus. Padrinhos: Bonifácio José da Silva Sobrinho e Anna Faustina da Assunção;
01.05.1863 Antonio, pardo, ato realizado pelo Pe. José Paulino da Silva. Antonio é filho legítimo de Joaquim José do Nascimento e Maria Marcelina. Padrinhos: Domingos Teixeira de Carvalho e Francisca de Paula Teixeira;
03.05.1863 Maria, parda, filha legítima de Joaquim Francisco dos Reiz e Claudina Maria de Jesus. Padrinhos: Justiniano Francisco José e Inocência Maria de Jesus;
04.05.1863 José, branco,, filho legítimo de Antonio Severiano Dias de Gouveia e Joanna Maria de Jesus. Padrinhos: Gabriel José Junqueira e Marianna Clara de Gouvêa;
31.05.1863 André, pardo, filho de Germano Gomes da Silva e Maria Cândida da Silva, digo de Jesus. Padrinhos: ten. Gabriel Flávio da Costa e dona Marcianna Jesuína de Andrade;
14.05.1863 Ernesto, branco, filho de Antonio Dias Pereira de Oliveira e de dona Theodolinda Eulália de Carvalho. Padrinhos: José Fernandes Avelino e dona Maria Clara Umbelina;
14.05.1863 Vitalina, branca, filha legítima de Antônio Cândido de Lima e Balduina Cândida de Jesus. Padrinhos: ten. cor. José Fernandes Avelino e dona Maria Theodora de Jesus;
17.05.1863 Olívia, crioula, filha de Matheos e Isméria. Padrinhos: José Rodrigues da Silva e Francisca;
31.05.1863 José, pardo, filho natural de Anna Rosa de Espíndola. Padrinhos: Francisco Lopes de Guimarães e Maria Constância de Jesus;
31.05.1863 Joaquim, pardo, filho legítimo de Manoel Antonio e Anna de Jesus. Padrinhos: José Thomaz de Souza e Emerencianna Cândida de Jesus;
31.05.1863 Rita, branca, filha legítima de João Antonio da Fonseca e Maria do Carmo de Souza. Padrinhos: Joaquim Luiz da Fonseca e Marianna Romana de Jesus;
projeto partilha disse…
Continuação dos batizados realizados na Freguesia do Carmo da Cachoeira - Minas Gerais no ano de 1863. São eles a partir de Junho:
07.06.1863 Maria, parda, filha legítima de Felisbino Antonio de Souza e Maria Rita de Jesus. Padrinhos: Antonio Alves de Siqueira e Marianna Antonio Ribeiro;
10.06.1863 Francelina, branca, filha legítima de Manoel Antonio Teixeira e Maria Victória de Carvalho. Padrinhos: João Alves de Gouvêa e dona Marianna Clara de Gouvêa;
13.06.1863 Francisco, branco, filho legítimo de Gabriel Flávio da Costa Júnior e Anna Delminda de Oliveira. Padrinhos: Francisco Daniel da Costa e dona Francisca de Paula Oliveira;
14.06.1863 Eva, crioula, filha legítima de Joaquim e Maria. Padrinhos: Antonio Cândido de Lima e Umbelina Maria de Jesus;
24.06.1863 Francisco, pardo, filho natural de Generoza Maria de Jesus. Padrinhos: Manoel dos Reis e Silva Sobrinho e Anna Silvéria de Jesus;
05.07.1863 Joaquim, pardo, filho de Antonio Manoel e Marciana Cândida de Jesus. Padrinhos: João Gouvêa Duarte e Iria Jacintha de Paula; 14.06.1863 Vicente, crioulo, filho natural de Luzia. Padrinhos: Thicianno Marques de Abreu e Anna Jacintha de Jesus;
14.06.1863 Bazilio, crioulo, filho legítimo de Luiz e Delfina de Nação. Padrinhos: Luiz e Guilhermina Pardal;
19.07.1863 Zulmira, branca, filha natural de Anna Cândida de Jesus. Padrinhos: Joaquim Cândido de Figueiredo e dona Anna Elisia de Figueiredo;
20.07.1863 João, branco, filho legítimo de João Alves de Gouveia e dona Joanna Clara de Jesus;
20.07.1863 Silvério, branco, filho legítimo de Antonio José Ribeiro e dona Veridianna Carolina de Azevedo. Padrinhos: Antonio Vicente de Aguiar e Maria Rita de Jesus;
26.07.1863 Américo, pardo, filho legítimo de Luiz Antonio de Carvalho e Francisca Maria de Jesus. Padrinhos: Azarias José de Padua e Gracianna Antonia de Carvalho;
29.07.1863 Francisco, crioulo, filho legítimo de Joaquim Florêncio dos Reiz e Marianna Felícia do Nascimento. Padrinhos: Francisco José de Nascimento e Flauzina Emidia do Nascimento;
29.07.1863 Maria, crioula, filha de Joaquim Lourenço Machado e Iria Rosa de Jesus. Padrinhos: João Batista de Santa Anna e Pudencianna Francisca do Nascimento;
15.08.1863 Bento, crioulo, filho legítimo de Feliciano e Zeferina. Padrinhos: Francisco Gomes da Silva e Maria José de Jesus;
15.08.1863 Domingos, crioulo, filho legítimo de Miguel de Nação e Francisca. Padrinhos: Francisco Gomes da Silva e Maria José de Jesus;
15.08.1863 Anna, branca, filha legítima do capitão Manoel Ferreira Martins e de dona Maria Carolina de Mello. Padrinhos: Matheos Braulino Martins e dona Anna Luiza dos Reis;
15.08.1863 Joanna, crioula, filha legítima de Domingos Affricano e Thereza. Padrinhos: José Manoel de Faria e Eva;
15.08.1863 Beatriz, parda, filha natural de Maria Ignácia de Jesus. Padrinhos: Antonio Matheos Garcia e Francisca Vicência de Jesus;
15.08.1863 Bento, crioulo, filho natural de Blandina de Jesus. Padrinhos: João Antonio de Guimarães e Maria Thereza Vilella;
15.08.1863 Maria, crioula, filho legítimo de Francisco e Izabel. Padrinhos: Manoel Ferreira Martins e Fermina;
30.08.1863 Basílio, pardo, filho natural de Rita Antonia de Jesus. Padrinhos: Joaquim Pedro da Silva e Beatriz Maria de Jesus;
17.09.1863 Francisco, pardo, filho legítimo de Joaquim Francisco Xavier e Cezária Felícia de Jesus. Padrinhos: Francisco Xavier e Ignez Maria das Dores;
26.09.1863 João, crioulo, filho legítimo de Ambrósio e Barbara. Padrinhos: André e Theodora;
04.10.1863 Balduina, crioula, filha natural de Francelina. Padrinhos: Manoel e Maria;
04.10.1863 Francisca, branca, filha legítima de Antonio Garcia Duarte e Maria Cândida de Jesus. Padrinhos: João Garcia Duarte e Maria Marcelina de Souza;
04.10.1863 Joaquim, pardo, filho natural de Maria Mathildes. Padrinhos: João Antonio Guimarães e Geralcina Pracedina de Souza;
04.10.1863 Anna, crioula, filha legítima de Francisco José de Figueiredo e Marcianna de Figueiredo. Padrinhos: Miguel José Alves e Ignácia Geracina de Souza;04.10.1863 Nicomedes, crioulo, filho legítimo de Manoel de Nação de Rita. Padrinhos: Ignácio Lopes Guimarães e Blandina;
04.10.1863 Manoel, crioulo, filho legítimo de Nicolao e Clara. Padrinhos Valentim e Victória Parda;
04.10.1863 Eva, crioula, filha natural de Maria de Nação. Padrinhos: Bento e Lúcia;
06.10.1863 Francisco, pardo, filho legítimo de Antonio Bispo da Silva e Anna Francisca da Conceição. Padrinhos: Balbino Francisco Xavier e Maria Eufrasia de Souza;
07.10.1863 Cristianna, branca, filha de Cezar Augusto da Silva e Bárbara Constância de Abreu. Padrinhos. ten. Joaquim Antonio de Abreu e Maria Constância de Abreu;
07.10.1863 Rita, crioula, filha legítima de Bernardo e Chatarina Affricana. Padrinhos: Francisco e Vicência;
07.10.1863 Herculana, crioula, filha legítima de Manoel e Auta. Padrinhos: Adão e Vicência Affricana;
07.10.1863 Maria, crioula, filha legítima de João Barbosa e Francelina de Tal. Padrinhos: Manoel Januário e Flauzina;
18.10.1863 Anna, parda, filha legítima de João Bernardo Arruda e Maria Joaquina do Nascimento. Padrinhos: José Celestino Terra e dona Amélia Augusta de Tolledo;
18.10.1863 Alberto, crioulo, filho legítimo de Pedro e Rita. Padrinhos: Antonio de Nação e Madalena;
18.10.1863 Sepriano, crioulo, filho de Cândido Affricano e Delfina Affricana. Padrinhos: Matheos Affricano e Marianna; 18.10.1863 Vigilato, pardo, filho de João de Campos e Mequelina Maria de Jesus. Padrinhos: Luiz Antonio de Carvalho e Anna Regina de Jesus.
projeto partilha disse…
Parte final do ano de 1863:
06.11.1863 Maria, branca, filha legítima de Bernardo José da Costa e Francisca Ferreira de Jesus. Padrinhos: Vicente Ferreira do Nascimento e dona Eufrasia Vivina (Divina?) de Jesus;
08.11.1863 Antonio, crioula, filha natural de Delfina. Padrinhos: Antonio e Basilia de Nação;
08. ?. ? Herculana, crioula, filha legítima de Thereza. Padrinhos: Manoel e Pulcina;
15.11.1863 Maria, parda, filha legítima de Luiz Antonio Ferreira e Januária de Jesus. Padrinhos: Antonio Cândido de Lima e Balduina Cândida de Lima;
15.11.1863 Carlos, crioulo, filho natural de Cândida. Padrinhos Elias e Francisca. Padrinhos: Elias e Francisca;
22.11.1863 Joaquim, filho legítimo de Custódio Vilella Palmeira e Jacinta Ponciana de Rezende. Padrinhos: Joaquim de Rezende Branquinho e Anna Cândida de Rezende;
29.11 Camillo, crioulo, filho legítimo de Rafael de Nação e Maximianna. Padrinhos: Antonio de Nação e Rita;
29.11.1863 Umbelina, parda, filha natural de Jesuina Maria Rita. Padrinhos: José Fernandes Avelino e Maria Clara Umbelina;
30.11.1863 Francisca, filha de Generino e Carlota. Padrinhos: Agostinho Marques de Arantes e Cândida Maria de Jesus;
06.10.1863 Lúcia, crioula, filha legítima de Jerônimo e Eva. Padrinhos: Silvestre e Júlia;
06.12.1863 Eugênio, branco, filho legítimo de Francisco de Assis Souza e Constância Thereza de Jesus. Padrinhos: José Fernandes Avelino e Ignácia Lopes Guimarães;
1012.1863 Antonio, crioulo, filho legítimo de Francisco Lopes da Silva e Francisca Cândida de Jesus. Padrinhos: João Cosme Damião e Pudencianna Francisca de Jesus;
13.12.1863 Luiz, crioulo, filho natural de Angela. Padrinhos: Gabriel de Nação e Julia;
17.12.1863 José, crioulo, filho legítimo de Manoel Joaquim e Maria Antonia. Padrinhos: João Antonio Domingos e Anna Felícia de Jesus;
? Joaquim, crioulo, filho legítimo de José Francisco e Maria Romana. Padrinhos: Joaquim Pedro da Silva e Anna Felícia de Jesus;
20.12.1863 José, crioulo, filho legítimo de Antonio Gonçalves Braga e Emerencianna Felisbina de Jesus. Padrinhos: Balbino Francisco Xavier e Maria Eufrasia de Souza;
25.12.1863 Maria, crioula, filha legítima de Tito Affricano e Anastácia. Padrinhos: O Pe. Joaquim Antonio de Rezende e dona Marianna Felisbina da Silva;
25.12.1863 Leopoldino, filho legítimo de Joventino Gomes de Aguiar e Porfíria Maria Cristina. Padrinhos: Domingos José Pinto e Cristina Maria de Jesus;
25.12.1863 Generoza, parda, filha legítima de Silvério José de Oliveira e Maria Antonia do Carmo. Padrinhos: Gabriel dos Reis e Silva e Bazelicia Cândida Branquinho.
Esta foi a parte final correspondente ao ano de 1863, que como vimos, foram: 42 crianças crioulas; 27 crianças pardas e 20 crianças brancas, totalizando 89 atos registrados.
projeto partilha disse…
Ano de 1864, e os pontos onde se deram os 103 batizados, na Freguesia do Carmo da Cachoeira, no Sul de Minas Gerais. Matriz; Capella de São Bento do Campo Bello; Capella de Luminárias; Ermida da Barra; Oratório de Manoel Antonio Teixeira; Ermida de Severino Ribeiro de Rezende; Oratório de Domingos José Pinto; Ermida da Fazenda Taquaral; Ermida de Gabriel Flávio da Costa; Capela dos Tachos e Igreja de Varginha.
projeto partilha disse…
Dos 103 batizados realizados na Freguesia do Carmo da Cachoeira, Minas Gerais, no ano de 1864, 50 foram de crianças crioulas, 31 de crianças pardas e 22 de crianças brancas. Neste comentário vamos começar pela minoria. São elas:
19.04.1864 Ernestina, branca, filha legítima de Manoel Antonio de Mello e Mattos e de dona Luiza Maria de Jesus Portes. Padrinhos: João Nestle e Marianna Carolina Alves;
01.05.1864 Maria, branca, filha legítima de Antonio Lopes Guimarães e Ignácia Geracina de Souza. Padrinhos: João Florianno Nogueira e Marianna Clementina de Souza;
08.05.1864 Joaquim, branco, filho legítimo de João Francisco Salles e Maria Clara Umbelina;
26.05.1864 Francisco, branco, filho legítimo de Joaquim Garcia de Figueiredo e Anna Cândida de Figueiredo. Padrinhos: cap. Francisco Garcia de Figueiredo e dona Marianna Theodora de Figueiredo;
28.05.1864 Domingos, branco, filho legítimo de Domingos José Pinto e Anna Alexandrina de Carvalho. Padrinhos Bernado José Pinto e dona Anna Bernadina de Jesus. Observação. Não foi erro de digitação em Bernado e Bernadina, sem a vogal "r". Foi cópia fiel do registro.;
09.06.1864 José branco, filho legítimo de Manoel Ferreira da Silva e Maria Carlota de Souza. Padrinhos: ten. cor. José Fernandes Avelino e dona Maria Clara Umbelina;
15.07.1864 André, branco, filho legítimo de Gabriel Francisco Ribeiro e Cândida Gabriella da Costa. Padrinhos: Gabriel Flávio da Costa r Marianna Jesuina de Andrade;
17.07.1864 Cândida, branca, filha legítima de José Joaquim de Oliveira e Maria Cândida de Oliveira. Padrinhos: José Paulino Mafra e Francisca Ignácia de Jesus;
29.07.1864 Camillo, branco, filho legítimo de João da Matta Ribeiro e Margarina Victalina da Silva. Padrinhos: Antonio Ferreira de Rezende e Marianna Cândida dos Reis;
20.06.1864 Regina, branca, filha legítima de José Antonio de Lima e Anna Gabriella de Paula. Padrinhos: Antonio Cândido de Lima e Balduina Cândida Branquinho;
01.08.1864 João, branco, ato realizado pelo Pe. José Paulino da Silva, filho legítimo de João Gomes do Nascimento e Laureanna Cândida de Jesus. Padrinhos: José Alves da Silva e Francisca de Paula Rezende;
15.08.1864 Marianna, filha natural de Maria Francisca Xavier. Padrinhos: Joaquim Fernandes dos Reis e Marianna Cândida Branquinho;
20.08.1864 Joaquim, branco, filho legítimo de Joaquim Rezende Branquinho e Anna Cândida de Rezende. Padrinhos: Antonio Martins da Costa e Marcianna Jesuina de Andrade;
29.08.1864 Elvira, branca, filha legítima de Antonio Dias Pereira de Oliveira e Theodolina Eulália de Carvalho. Padrinhos: José Celestino Terra e Amélia Augusta de Tolledo;
31.08.1864 Antonio, branco, filho natural de Gracianna Antonia de Carvalho. Padrinhos: José Fernandes Avelino e Maria Clara Umbelina;
03.09.1864 Anna, branca, filha legítima de Francisco José da Silva e Felícia Cândida de Jesus. Padrinhos: Joaquim Leonel de Souza e dona Joaquina Maria da Conceição;
29.09.1864 Maria, filha legítima de Gabriel Junqueira Gouvêa e Mariana Carolina Alves. Padrinhos: Antonio Joaquim Alves e Cândida Bernardina de Andrade;
02.10.1864 José, branco, filho legítimo de João Alves de Gouveia e Marianna Clara de Gouveia. Padrinhos: Antonio Joaquim Alves e Marianna Carolina Alves;
09.10.1864 Antonio, branco, filho legítimo de Antonio Severiano Dias de Gouveia e Joanna Maria de Jesus. Padrinhos: Antonio Joaquim Alves e Maria Carolina de Gouveia;

QUAL A ORIGEM FAMILIAR DE DONA JOANNA MARIA DE JESUS?

13.11.1864 Maria, branca, filha legítima de Gabriel Antonio Manço e Maria Targina. Padrinhos: José da Costa Baptista e Ignácia Lopes Guimarães;
17.11.1864 Maria, branca, filha legítima de José Pedro de Souza e Blandina Cândida de Jesus. Padrinhos: João Gomes Nascimento e dona Lucianna Cândida de Jesus;
25.12.1864 Alfredo, branco, filho legítimo de Manoel Ferreira Avelino e dona Maria Theodora Ferreira. Padrinhos: Ferreira José Ferraz Avelino por procuração de João Nestle e dona Marianna Clara de Gouveia.

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.

A Família Campos no Sul de Minas Gerais.