Drogas, prisão e política, em Carmo da Cachoeira.


Aproveitando o momento em que os partidos estão escolhendo suas chapas, a fim de lançar candidaturas para as próximas eleições, a prisão de jovens com drogas em pleno centro de Carmo da Cachoeira, poderá se transformar "num fato social" digno de reflexão e sem preconceitos. Que a sociedade não sacrifique pessoas individualmente, ao invés de repensar suas ações do dia-a-dia.
O Projeto Partilha espera ver programas de trabalhos dos futuros candidatos repletos de opções educativas como oferta para a população. O contribuinte espera ver crianças ocupadas em seu "fazer diário". Espera que haja ofertas viabilizadas através dos recursos públicos, para educação, cultura e lazer educativos durante os 365 dias do ano, e que a criança e adolescente possa participar. Meio ambiente, jogos, brincadeiras, teatro, dança, artes plásticas, música, como fazendo parte do cotidiano da cidade e de seus cidadãos. Espera ver trabalho educativo com as famílias, inserindo-as no modo de pensar de que a criança deva ocupar-se de "um fazer sadio, interativo, colaborador, despreconceituoso e construtivo".
Luz, Harmonia e Amor Incondicional a todos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.