Padre José Procópio Júnior em Carmo da Cachoeira

Imagem
Paróquia Nossa Senhora do Carmo sob nova guiança Editorial Sai Pe. Daniel Menezes, e assume como administrador paroquial da acolhedora cidade de Carmo da Cachoeira, em fevereiro de 2019, o Pe. José  Procópio Júnior.
"Não cabe à pedra escolher o lugar que deve ocupar no edifício. Assim também não cabe à nós criaturas ditar ao Criador o que deve acontecer em nossa vida, pois Deus é quem sabe e dispõe com sabedoria própria." − Dom Servílio Conti, IMC Como página que observa os acontecimentos neste pedaço de chão mineiro, limitado por montanhas e que, segundo o cachoeirense Padre Godinho, “todas são azuis”, registramos o remanejamento ocorrido entre padres ligados a Diocese da Campanha no ano de 2019. Entre as mudanças encontra-se a Paróquia Nossa Senhora do Carmo/Carmo da Cachoeira – MG.

Sai nosso querido Padre Daniel Menezes. Por ele continuamos a rezar e o devolvemos, entre lágrimas e a esperança de um dia tê-lo entre nós. Somos eternamente gratos e devedores. Entra, aureola…

Correspondência recebida:


de: Leonor Rizzi

Falando em Topas e Tropeiros, não há como deixar de se lembrar de André, o tropeiro de Carmo da Cachoeira na antiga Cachoeira dos Rates, lembra-nos também de Antônio Carlos Reis da Rocha e a Carlos Caldeira. No entanto, havia guardada em nossa algibeira uma surpresa para a família de Antônio Carlos, mas que, por "cobrança" e "pressão" da turma de apoio, somos levados a contar e trocar o termo "surpresa" pelo "expectativa".

Trata-se do acompanhamento da poesia que está no CD "Carmo da Cachoeira, em música e poesia", lançado durante esta festa da Padroeira de Nossa Senhora do Carmo.

Ela foi feita com viola e berrantes. Na viola, nosso querido Zola, filho de Maria do Omar, da tradicional familía Vilela, Rezende, Oliveira. Zola, somos gratos a sua participação e jamais nos esqueceríamos de seu desempenho e participação nas comemorações dos 150 anos da instação da Freguesia de Nossa Senhora do Carmo de Carmo. O berrante aparece no arranjo dada o trabalho artistico de nosso "arteiro", descendentes da família Rates em Carmo da Cachoeira, o rapaz de valor e talento João Paulo Alves da Costa.

Foi graças a seu trabalho que conseguimos resgatar as dezenove faixas, já gravadas e que contam a história de Cachoeira. Faixas que enquanto rodam, encantam a todos que a ouvem. Àqueles que estão distantes fisicamente de Cachoeira verão através da música e poesia a, como história que está marcada pela tradição cachoeirense.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Antiga foto da fazenda da Serra de Carmo da Cachoeira.