Correspondência recebida:


de: sala de imprensa

Essa é de Adroaldo Bauer.

O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que devereras sente.
E os que lêem o que escreve,
Na dor lida sentem bem,
Não às duas que ele teve,
Mas só as que eles não têm.
E assim nas calhas de roda
Gira, a entreter a razão,
Esse comboio de corda
Que se chama coração.

Comentários

projeto partilha disse…
TS Bovaris. Existe uma correspondência postada de grande valor histórico e que estamos aguardando vir para a primeira página. O comentário foi publicado na semana e conversamos sobre sua importância. Tipo de Documento: Sesmaria. Ano:1797. Sesmeiro: Joaquim José dos Reis. Local: São João del Rei.
Neste auto de medição aparece MANOEL ANTONIO RATES citado como vizinho do solicitante.
Por favor, dê prioridade para o texto, trazendo-o para página central. Gratidão.

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.