Tabela Cronológica 21 - Carmo da Cachoeira - 1920 à 1929



1920

ü 25/Jan – nasceu Antônio, o Pe. Dr. Antônio de Oliveira Godinho, em Carmo da Cachoeira; e

ü 18/Ago a 16/Abr/1925 – paroquiato do Padre Teófilo Saez.

1922

ü 25/jan a 30/Jul/1946 – era cartorário em Carmo da Cachoeira: José Godinho Chagas;

ü 5/Jul/22 a 31/Dez/1923 – estado de sítio no Brasil; e

ü 4/Nov – a Câmara de Varginha assina escritura recebendo da Diocese de Campanha o patrimônio da cidade de Varginha, Carmo da Cachoeira e São Bento Abade. O registro se faz no tabelião do município de Varginha: dez alqueires em Carmo da Cachoeira e dez alqueires em São Bento Abade.

1925

ü 29/Jun até 1/Nov – paroquiato do Padre Alfredo Cristofo Kobal;

ü Varginha recebeu um empréstimo no valor de 100 fazendas, o que impulsionou o progresso da cidade; e

ü documento de venda da casa de José Celestino Terra ao capitão Francisco de Assis Reis.

1926

1926-1930 – período de grande desenvolvimento, impulsionado principalmente por: Antônio de Rezende Vilela, capitão Francisco de Assis Reis, e o baiano Cônego José Dias Machado.

ü Eleito como vereador especial por Carmo da Cachoeira, Antônio Rezende Vilela, exercendo o mandato até 1930; e

ü Um empréstimo de dois mil contos de réis trouxe ao distrito de Carmo da Cachoeira novo abastecimento de água.

1927

ü Ago/1927 até Jul/1929 – paroquiato do Cônego José Dias Machado; e

ü 22/Out – o mais antigo documento encontrado que se refere à Estação do Cervo.

1929

ü Ago/1929 até Fev/1934 – paroquiato do Padre José Lechner; e

ü Reforma da antiga Igreja Nossa Senhora do Carmo em Carmo da Cachoeira.



Comentários

Projeto Partilha disse…
Em família de nossas famílias, p.102, Apparecida Gomes do Nascimento Thomazelli diz: ANA JOSEFA DO NASCIMENTO e VICENTE FERREIRA MAFRA residiam na Fazenda do Rio do Peixe. Vicente faleceu em 4/6/1853, já viúvo. Deixou testamento que se encontra em arquivo em Campanha, e do qual constam os nomes de seus filhos. Paulo (ou Paulino) Francisco Mafra, casado com dona Luciana Maria de Jesus,também encontrada como Luciana Inácia de Sousa, irmã de Rita Vitalina de Souza, segunda mulher de JOSÉ FERNANDO AVELINO, filha legítima do tenente Francisco Inácio de Sousa e de sua mulher Maria Teresa Vilela. O casal residia em Carmo da Cachoeira-MG, entre seus vários filhos, Maria Paulina de Sousa, com 2 anos em 1839, casada com Antonio da Silva Machado, residentes em Carmo da Cachoeira, e a Rita Vitalina citada acima.
Segundo Thomazelli, p. 98, dona Ana Josefa do Nascimento casou-se na Capela do Campo Belo, em 25/04/1798, com registro transcrito em Campanha, livro 3, fls.52. Vicente Ferreira Mafra, filho de Paulo Ferreira Mafra, natural da Vila de Mafra, Comarca de Torres Vedras e Patriarcal de Lisboa. Daí a incorporação de Mafra a seu nome.
projeto partilha disse…
Paulinha Gabriella de Souza, casada com José de Oliveira Vallada, moradores no distrito do Carmo da Cachoeira (...) são possuidores de terras em São Bento, divisa com RITA DE TAL. Assina José Elias Godbem, em 21/04/1921.
projeto partilha disse…
Procuração bastante que faz dona Francisca Baptista da Costa, viúva por falecimento de José Pereira DE TAL, em 14/05/1920, neste districto do Carmo da Cachoeira, moradora no Curato de São Bento deste districto, nomeia e constitui seu procurador sr. Antonio Cândido de Oliveira, domiciliado no mesmo curato para requerer o inventário e partilhas dos bens do finado marido JOSÉ PEREIRA DE SOUZA. Assina arrogo, José Augusto de Oliveira e Francisco Antonio de Rezende.
projeto partilha disse…
O projeto partilha agradece a Família Pereira pelo envio dos dados citados nestas procurações envolvendo dona Francisca Baptista da Costa.
"Dona Francisca Baptista da Costa, moradora no Curato de São Bento, casada com JOSÉ PEREIRA DE SOUZA, , nomeia e constitui procurador Sr. Joaquim Affonso Ferreira, residente em Varginha. Assina arrogo da viúva Antonio Zacharias de Oliveira.. Dona Francisca tutora nata de seus filhos: Pedro; José; Francisca; Benta e Odilia; e bem assim, os maiores cabeça do cazal MARIA BAPTISTA DA COSTA, cazada com JOSÉ GOMES NASCIMENTO; JOVITA BAPTISTA DE SOUZA, está ignorado seu paradeiro; Elvira Baptista da Costa, cazada com Olympio DE TAL,assina OLLYMPO FERREIRA MAFRA, estes ausentes ignorando o paradeiro de ambos; e ANNA PEREIRA DE SOUZA sua enteada; todos residentes no Curato de São Bento". Aparece assinatura de Balthazar Simões Corrêa de Barros.
projeto partilha disse…
Antonio Augusto de Resende, casado com Maria Josephina vende terreno no município da Cachoeira do Carmo, 23/5/1921, com as seguintes divisas: "começando no açude que vai para o Arraial, divizas do comprador e orphans de JOÃO BAPTISTA DA FONSECA por um vallo, e por este até encontrar a divisa de JOSÉ BAPTISTA SANT´ANNA uma cerca de arame; volvendo a direita por esta cêrca até o Ribeirão dividindo com o mesmo SANTÁNNA, e volvendo a direita ribeirão acima dividindo com PHILOMENA AUGUSTA DA COSTA, até encontrar a cerca do corredor da entrada do pasto e por esta até a estrada perto da ponte onde tem um poste que expicha a cerca do corredor e por este volvendo a direita até o ribeirão, voltando por este a direita até o ribeirão, voltando por este a direita até a barra do corriguinho por este acima dividindo com FRANCISCO GARCIA DOS REIS até o açude onde teve princípio e fim esta demarcação. Houveram por compra de OVIDIO ALVES DE GOUVEIA". Assinam arrogo de Jacome Russi, o comprador, Godofredo José Caldeira. Testemunhas: José Ximenez Oliveira e Annibal Ribeiro. Obs: Dona Philomena Augusta da Costa foi casada com Balthazar Simões Corrêa de Barros.
Assina como tabelião Adelino Eustáchio de Carvalho.
projeto partilha disse…
Escriptura de compra e venda que entre si fazem ANTONIO MARCIANO DIAS e sua mulher RITA IGNÁCIA DAS DORES. Comprador MARIANNA JUSTINA DE JESUS. Curato de São Bento. Dividindo com Antonio Corrêa. Assinam arrogo da compradora, Fortunato Nicolau e da vendedora Francisco Martins d´Arantes. Testemunha: Amador Rezende.
projeto partilha disse…
Estudando com Thomazelli, p.104 e 107 de Famílias de Nossas Famílias:
Dona LUCIANA MARIA DE JESUS, casada com PAULO FRANCISCO MAFRA, pais, entre outros, de dona Maria Paulina de Souza, com 2 anos em 1839, casada com AN~^ONIO DA SILVA MACHADO e residente em CARMO DA CACHOEIRA-MG, pais de LUCIANA PAULINA DA SILVA, habilitada para casar com seu primo, JOSÉ TOMÃS DA SILVA, em 1893. Ele filho de TOMÁS DIAS ESPANHOL e de dona ANA VICÊNCIA FERREIRA MAFRA.
projeto partilha disse…
"Fração de terras que houveram por sucessão de dona RITA VICTALINA DE SOUZA. ANTONIO RAYMUNCIO DE SOUZA, casado com AFONSA DAS DORES, moradores neste destricto do Carmo da Cachoeira, em 04/11/1921 vendem terras nas divisas de Francisco Garcia dos Reis; Idalina Costa; Ovídio Alves de Gouveia. Pela vendedora assina arrogo ADOPHO RANGEL DOS REIS. Pelo outorgado ANTONIO ALEXANDRE DO NASCIMENTO; José Glicério Chagas. Testemunhas: Balthazar Simões Corrêa de Barros e João Francisco de Alvarenga.
projeto partilha disse…
JOSÉ PAULINO DE MEDEIROS em Carmo da Cachoeira, devedor, hipoteca a FAZENDA CARAPINA que houve por compra de GABRIEL FLÁVIO DA COSTA. Confrontantes: Francisco Octaviano da Costa; Antonio Cândido da Costa; Marcolino DE TAL; Gabriel Silva; Ant. Villela e José Marciano.
projeto partilha disse…
CARAPINAS DO CAMPO BELLO. Herdeiros de JOAQUIM RODRIGUES DA SILVA, dividindo com os herdeiros de Etelvina da Costa; José Augusto d´Oliveira.
MARIA RIBEIRO DA SILVA, casada com MARIANNO RIBEIRO, em 31/10/1921 vendes terras nas Carapinas do Campo Bello. Divisas: José Carlos Borges; João Medeiros; Francisco Garcia. Assinam Antonio Zacharias de Oliveira; Forunato Nicolao; Ovídio Villela de Rezende.

Procuração que fazem os sucessores de ANNA SEVERINA DA SILVA e MARTINHO DIOGO DE OLIVEIRA em 14/11/1921 na freguesia do Carmo da Cachoeira: José Martins de Oliveira, casado com Maria Bernardina, moradores no destricto da Cachoeira; Azarias Martins de Oliveira, casado com dona Zulmira Archanja da Silva, domiciliada no districto de Luminárias; João Martins de Oliveira, solteiro, domiciliado no município de Três Pontas; Antonio Martins de Oliveira, viuvo, minicípio de Três Corações. Filhos, genros. Testemunhas: João Baptista Nogueira e Antonio Zacharias de Oliveira em 14/11/1921.
projeto partilha disse…
Para Nilson N. Naves.
"Gabriel Hygino de Andrade Junqueira, pae e sogro de Gabriel Cyzalpino de Andrade Junqueira, casado com CARMEM DE REZENDE NAVES, para vender terras na fazenda Bôa Vista da Cachoeira - do districto de Monte Aprazível (Água Limpa)".
projeto partilha disse…
Dona MARIA THEODORA DE CARVALHO,era proprietária em CARMO DA CACHOEIRA-MG. Em 1/5/1922, LUDOVINA DE JESUS e JOSÉ SALGADO vendem a propriedade. Divisas: limita-se com a rua dos boiadeiros, pelo fundo com os herdeiros de ADELINO EUSTACHIO DE CARVALHO, pelo lado direito com a estrada dos boiadeiros e finalmente com caza e terreno de OTHONIEL BAPTISTA DA CUNHA, casa por aquisição de MARIA THEODORA DE CARVALHO. Arrogo: Antonio Baptista de Sant´Anna e Francisco Garcia Reis.
colaboração do neca disse…
Júlia Alves Pereira, casada com José Augusto Saraiva vendem chácara. Projeto Partilha complementa: "Em Lambary. Eles tem em comum por João Flausino Pereira".
família Alves Teixeira disse…
Em 17/7/do ano de 1922, um descendente de José Joaquim Gomes Branquinho, JULIO ALVES TEIXEIRA, filho de Manoel Alves Teixeira e Mariana Cândida Teixeira aparece como confrontante do vendedor JOSÉ MARCOLINO ROZA, no lugar denominado VALLINHO, districto do Carmo da Cachoeira - MG. Confronta também com Maria Rita de Jesus. O comprador foi JOAQUIM ROQUIN e as terras houveram de ARLINDO AURELIANO DE PAULA.

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.