Padre José Procópio Júnior em Carmo da Cachoeira

Imagem
Paróquia Nossa Senhora do Carmo sob nova guiança Editorial Sai Pe. Daniel Menezes, e assume como administrador paroquial da acolhedora cidade de Carmo da Cachoeira, em fevereiro de 2019, o Pe. José  Procópio Júnior.
"Não cabe à pedra escolher o lugar que deve ocupar no edifício. Assim também não cabe à nós criaturas ditar ao Criador o que deve acontecer em nossa vida, pois Deus é quem sabe e dispõe com sabedoria própria." − Dom Servílio Conti, IMC Como página que observa os acontecimentos neste pedaço de chão mineiro, limitado por montanhas e que, segundo o cachoeirense Padre Godinho, “todas são azuis”, registramos o remanejamento ocorrido entre padres ligados a Diocese da Campanha no ano de 2019. Entre as mudanças encontra-se a Paróquia Nossa Senhora do Carmo/Carmo da Cachoeira – MG.

Sai nosso querido Padre Daniel Menezes. Por ele continuamos a rezar e o devolvemos, entre lágrimas e a esperança de um dia tê-lo entre nós. Somos eternamente gratos e devedores. Entra, aureola…

Geografia e história para a criançada.


Conheça este interessante texto complementar usado pelo Colégio Impacto, um material simples, eficiênte e didático.

Comentários

Anônimo disse…
E como fica Carmo da Cachoeira em relação ao povo indígena presente em seu território, nos idos tempos do imenso reino dos Cataguases/Cataguás? Bem, é só perguntar ao Emerson, todos o conhecem na cidade. Pintor e Restaurador é uma pessoa de grande sensibilidade. Conectado como ninguém a causa indigenista, vive a perguntar sobre estes nossos ancestrais. O Emerson mora no BOM RETIRO e é um cidadão ligado a Cultura. As Escolas poderiam ver, em que ele poderá colaborar como divulgador da CULTURA INDÍGINA EM CARMO DA CACHOEIRA - MG. A prof. Beatriz, diretora da Escola Prof. Wanderley já o inseriu como AMIGO DA ESCOLA. Talvez outras diretoras tenham feito o mesmo, no entanto, ainda não temos conhecimento. Vamos lá, EMERSON, CARMO DA CACHOEIRA conta com você bem próximo em assuntos que dizem respeito ao NOSSO ÍNDIO e a sua causa.
Anônimo disse…
Oi, pessoal. Já que o assunto é índio vejam novas visões sobre esta população em www.historia.uff.br/tempo/artigos_livres/artg5-7.pdf

Quem é o autor JOÃO DANIEL? Que imagem ele tem do indígena? Qual a relação que se estabelecia entre esta população, missionários e colonos, analisadas sob o prisma deste autor e nas situações e vivências do dia-adia?

Embora a atuação do Pe. João Daniel tenha sido na Amazônia, o século é o 18. O trabalho é digno de ser conhecido. Ele dá a oportunidade de incorporação de informações sob uma ótica pouco divulgada. Oportuno também, dada a escassez de estudos sobre o índio na COMARCA DO RIO DAS MORTES. Na visão do Pe. João Daniel "As aldeias missionárias, podem deixar de ser vistas simplesmente como local de dominação e imposição ideológica dos padres sobre os índios, para tornar-se espaço de encontro entre homens e mulheres de etnias e culturas diversas; culturas essas que se transformavam em função das experiências de contato e dos interesses de seus agentes".

Postagens mais visitadas deste blog

Antiga foto da fazenda da Serra de Carmo da Cachoeira.