Correspondência recebida:


de: projeto partilha

Para Nilson N. Naves. Oi, Nilson. Agradecemos a você pela participação e apoio. Como busca informações sobre sua família, é bom integrar-se ao grupo, que como você caminha para atingir o mesmo objetivo. Caso more em Cachoeira, procure pela dona Aparecida do Tião Bilica. Dona Aparecida tem uma neta farmacêutica na rua Dr. Veiga Veiga Lima. Sua farmácia é de manipulação e venda de medicamentos. Parente do Sr. Gentil Naves, do Paiol das Abelhas - um poço de conhecimentos sobre o passado e suas raízes. A filha do Sr. Gentil, moradora em BH está registrando o que encontra sobre suas origens e pelo que me foi informado, está com o trabalho sobre "os Naves" bem adiantado. Talvez vocês possam unir-se na busca, e assim, alcançar o objetivo mais rapidamente. O que sabemos sobre esta família é que os de Cachoeira vieram do Porto de Macaia-MG e de Boa Esperança-MG. Sabemos também que, na cidade de Pirapora-SP teve Naves, por volta do século XVI. É bem provável que haja ligação dos de lá, com os de Macaia, pois Pirapora se formou às margens do Rio Tietê. Do Tietê para a Bacia do Rio Grande, para os bandeirantes, "era um pulinho". Caso tenha alguma informação e queira divulgá-la, o espaço está aberto. Fique a vontade.

de: vale do sapucai

Temos mais uma para vocês: "Escriptura de compra e venda que fazem Joaquim Velella dos Reis (Joaquim Villela dos Reis) e sua mulher Anna Jacintha de Figueiredo ao capitão Antônio Joaquim Alves em 13/08/1858 no destricto do Carmo da Cachoeira, (...) trinta alqueires de culturas e campos na fazenda da Caxoeira deste mesmo termo os quais partem (danificado) houverão por compra que fizera a José Bernardes dos Reis; José Bernardes dos Reis; Manoel Pinto; Joaquim Ignácio Pereira; Francisco dos Reis e igualmente por herança que houverão de seo finado dito pai e sogro Manoel dos REis Silva e doação de sua mãe e sogra dona Marianna Villela do Espírito Santo (...)"

de: col. Batatais-SP

Procuração que faz Joaquim Prudente Corrêa e sua mulher Joanna Maria de Jesus, nesta cidade de Batatais. Constitui procurador em Lavras a Antônio Severiano Dias de Gouvêa para vender terras da fazenda Cachambu e da fazenda Peixes. Nomes que aparecem citados: Anna Delminda de Gouvêa, casada com José Antonio dos Reis; José Feliciano Dias de Gouvêa, casado com Hyppolita Carolina Roza de Gouveia. Em Batatais o tabelião Antonio Sebastião Franco. Testemunhas: José da Silva Franco e Eduardo Augusto Teixeira.

de: fiéis assíduos

Ao incentivar a cultura TS Bovaris leva-nos a emitir sentimentos de amor, harmonia e paz, tão necessários nos dias atuais. Obrigado pe. André grande incentivador e divulgador da cultura de Carmo da Cachoeira. Verdadeiro resgatador de sua origem. O senhor se aliou a um grande parceiro, TS Bovaris. Parabéns a esta dupla imbatível.

de: Yasmin

TS Bovaris. Você mudou e eu não sei chegar nas páginas anteriores. Como fica?

Resposta:

O sistema continua o mesmo, apenas a posição se alterou. Como agora estamos utilizando títulos mais longos, usavam duas ou três linhas da coluna lateral, deixando assim a página extremamente longa. Desta forma mudei sua localização para o final da página, abaixo das notícias do GAPA. Como verá, ficou muito mais fácil de se visualizar. Em breve haverá um novo buscador no topo da página, que auxiliará inclusive nas buscas na Net, visto ter sido formatado para as características de nossos usuários. Não sei se tem notado, mas temos recebido diariamente visitas da Alemanha, além de vários outros países que esporadicamente passam por aqui. Deve ter notado que instalei o tradutor Google para facilitar a navegação deste pessoal. Mas a coluna lateral com tantas informações deixava o sistema lento.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.

A Família Campos no Sul de Minas Gerais.