Praça do Carmo de Carmo da Cachoeira.

Foto da praça do Carmo, ajude-nos a contar a história de Carmo da Cachoeira. Utilize nosso espaço de comentários para nos escrever sobre esta foto ou outros assuntos relacionados.

Comentários

Projeto Partilha disse…
Aconteceu no arraial. Em 02/06/1876, nesta freguesia da Cachoeira do Carmo Urbano dos Reis Silva constitue procurador Dr. Francisco de Paula Ferreira para assinar a tutella da orfã Guiomar, filha natural de Candida Agostinha de Jesus já falecida. Testemunhas: Bernardino José Paulino e José Baptista da Fonseca.

Em 27/02/1860, na freguesia do Carmo da Cachoeira, Termo da Villa de Lavras e Comarca do Rio Verde, o escrivão do termo de BEM VIVER MANOEL ANTONIO DE MELLO (...). Pessoas envolvidas e que assinam o termo:JOSÉ CUSTÓDIO PEREIRA, FRANCISCO EGNÁCIO DE SOUZA, AURELIANO JOSÉ MENDES.

Existe um livro fornecido pela Camara Municipal que serviu para registro das assinaturas dos eleitores da freguesia do Carmo da Cachoeira. Em 31 de outubro de 1881, concorreram: Antonio Dias Pereira de Oliveira; João Urbano de Figueiredo e José Balbino dos Reis. Termo de encerramento.Aos trinta e hum de outubro de 1881, nesta freguesia do Carmo da Cachoeira do Municipio da cidade de Lavras, em Igreja Matriz, concluida a chamada unificava a Meza eleitoral (...) neste edifício designado pelo Governo/reunido o Juiz de Paz lotado.Obs: Um livro fora dos padrões convencionais. Não contem assinaturas, só estas referências.

Em 30/03/1855, o capitão José Esteves de Andrade Botelho, substituto do Juiz Municipal desta Vila de Lavras,acusa no Destrito da Boa Vista duas pessoas. A petição "que se acha dispachada pello subdelegado desta Destricto ANTONIO SEVERIANO DE GOUVÊA convoca os peritos: DOMINGOS DA COSTA RAMOS e JOSÉ FERNANDES AVELINO.Testemunhas: LUIZ FRANCISCO PEREIRA, solteiro, natural e morador da freguezia da Varginha que vive da lavoura, testemunha jurada aos Santos Evangelhos em hum livro delles em que faz sua mão direita, cargo que lhe foi encarregado que dirá a verdade". Vindo da FAZENDA DO BOM JARDIM. No caso foram intimadas duas pessoas, ANNA FRANCISCA DE JESUS, casada com DOMINGOS FRANCISCO XAVIER e Maria, mulher de JOSÉ FILIPE( da estrada que segue da Varginha para Boa Vista). Outros citados: Cerino da Costa Ramos (Cyryno), Joaquim da Costa Ramos e Jeronymo da Silva.

Em 16/02/1865, diz GABRIEL RODRIGUES DA SILVA(ROIZ) junto das testemunhas: FRANCISCO BAPTISTA CARNEIRO (natural desta freguesia), DOMINGOS JOSÉ DE OLIVEIRA e SIVÉRIO JOSÉ DE OLIVEIRA. Outros nomes: JOSÉ FELICIANO DE ASSIS, Silvério Antonio de Assis, que assina arrogo de Ciryno da Costa Ramos, José Joaquim Alves, Jeronymo da Silva (natural de Bom Sucesso, morador nesta freguesia), diz ser primo de Gabriel Rodrigues da Costa. Antonio José de Souza Arantes assina arrogo de Jeronymo. Como outras das testemunhas: Silvério José de Oliveira, natural desta freguesia, com 39 anos; FLORENCIANO JOSÉ ALVES, natural desta freguesia; DOMINGOS JOSÉ DE OLIVEIRA, nat. desta freguesia, com 43 anos. Joaquim Pedro da Silva aparece assinando arrogo.José Felizardo de Assis e José Joaquim Alves.

Em 13/05/1865, nesta freguesia do Carmo da Cachoeira em casa de Paulo Francisco Mafra foi entregue petição. Nomes presentes: Antonia De Tal, Thomé Bernardes, Josué Leite Ribeiro, Reverendíssimo José Vital de Andrade, Estevão Ribeiro da Silva.
Projeto Partilha disse…
No livro de n. 24,no ano de 1861 uma informação: Ignácio Lopes Guimarães, natural da Villa de Aiuruoca e morador nesta freguesia do Carmo da Cachoeira, 58 anos, casado.

Livro 26 um assunto que trata da herança do finado Olimpio Candido Villela, referindo-se a escravos que se acham em poder de Antonio Bernardes Pinto, irmão de Domingos José Pinto. Outorgante vendedor, Candido Thomaz Villela. Cita Olimpio Candido Villela, filho de Marianna Leopoldina dos Reis, "sua finada mãe". Comprador Douctor Christianno Mauricio Stokler de Lima, morador no termo de Passos.
Projeto Partilha@ disse…
"Audiência extraordinária no dia 16/08/1861, nesta sub-delegacia do Carmo da Cachoeira, termo da Villa de Lavras, Comarca do Rio Verde. Aparecem os nomes de João Roza, 24 anos, casado e natural da freguesia da Conceição do Rio Verde e morador nesta freguesia. Aparece também José Custódio Pereira; João José do Nascimento, da Fazenda Matho da Onça; Francisco da Silva Miranda e João Candido. Sentença: "(...) se abster de tomar bebidas espirituosas a ponto de imbriagarce outrosim que se abstinha de jamais ir a FAZENDA DA CACHOEIRA. Assina arrogo de João Roza, LUIZ ANTONIO FERREIRA com as testemunhas, ten. Francisco Ignácio de Souza e Manoel Ferreira Avelino.
Projeto Partilha disse…
Districto do Carmo da Boa Vosta, Termo da Villa de Lavras. Comarca do Rio Verde, em 03/05/1863. Morador:JOSÉ RODRIGUES DA SILVA (ROIZ).Outros nomes que estão registrados: Evaristo Ferreira Veiga e Francisco da Silva Pinto. Existe também uma recomendação:" Orientação para não usar de armas de qualidade alguma e de não embriagar-se de bebidas espirituosas, não insultar ninguém, não andar provocando mulheres casadas ou solteiras"
Projeto Partilha disse…
Alguns nomes de pessoas que estão presentes no arraial pelos anos de 1869/70/71 (...): Bernardina Parda, quem assina arrogo por ela é José Felizardo de Assis; José Ferreira Godinho Sobrinho; Thomé Monteiro da Costa;Candido Rodrigues dos Reis; Ignácio Lopes Guimarães; Gabriel Rodrigues da Silva; Francisco Ignácio de Mello Souza; Anna Rita de Jesus;Jerônymo Ferreira Pinto Vieira; Jeronimo Francisco da Silva; José Faustino da Silva; Maria Candida de Jesus; José Gomes de Carvalho; Antonio Francisco Xavier; José Alves da Costa; Matheos Alves da Silva; João Candido da Silva; Francisco Genciano das Chagas; José Fermiano da Costa.
em observação. disse…
José Alves Taveira, "viviam todos em Lavras, na Fazenda dos Ferros, CACHOEIRA DOS RATES". (As Três Ilhoas, primeiro, 403, 7-4).
Villela de Boa Esperança. disse…
João Hermenegildo Villela, casado com Marianna Jesuina da Costa, deixou dois filhos tutelados por Joaquim Flávio da Costa: Ana Teotonia Villela com 3 anos em 1869 e José Hermenegildo Villela com 1 ano dem 1869.

Já, dona Candida Umbelina Villela, casada com Manoel Inácio da Silva, filho de João Rodrigues da Silva e Inácia Maria dos Santos.
Dona Candida Umbelina Villela e Manoel Ignácio da Silva tiveram: Severino Cândido da Silva, casado com Mariana Placidina de Jeus. Entre seus filhos está o JOAQUIM CANDIDO DA SILVA. Peço ao Projeto Partilha verificar se existe aí esse Joaquim.Obrigado.
Projeto Partilha. disse…
Ao Villela de Boa Esperança.
De: Projeto Partilha.
Temos como anotação em relação ao sr. JOAQUIM CANDIDO DA SILVA o seguinte: pelos anos de aproximadamente 1871, o sr. Joaquim em referência aparece citado como cidadão e junto com José Ferminiano da Costa. Parece ser conhecido do Sr. Francisco Genciano das Chagas, que algumas vezes assina arrogo por ele.

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.