de Ribeiro Gomes da Costa
Tem um "Oliveira" mais antigo por aí. Verifique e veja se ajuda. Está no inventário de 1815 de José Coelho Paim. Vi que por aí tem o ribeirão dos "Coelhos", perto da fazenda da Barra. Na fl. 01 diz: "Local: fazenda denominada a Barra de São Domingos do Rio Servo da freguesia de Santana das Lavras do Funil, termo da vila de São João del Rei, em casa de morada da inventariante dona Ana Francisca da Assunção, viuva do falecido". Só tenho mapas para orientação e os dados que o blog nos passa. A distancia e grande entre onde está este internauta e Carmo da Cachoeira. Espero ter cooperado com alguma coisa. Sou ligado em história embora tenha partido para outro ramo de atividade. Para mim funciona como hobby. Obrigado pela oportunidade.

de Projeto Partilha@:
Tricordiana, a proprietária hoje da fazenda Jaguara, é dona Edith. Esta Fazenda está em suas mãos, vinda através de herança de seus antepassados. Dona Judith é parente da esposa de José Keitel Ribeiro. A fazenda Jaguara é subdivisão da antiga fazenda Boa Vista, através dos descendentes da fazenda do Lobo. (fotos) Esta Lobo, cujas fotos TS Bovaris tem em seus arquivos, está lá e viva para contar parte de nossa história. A Fazenda Jaguara também Dona Edith nos passou o arquivo com fotos de pessoas da família. Muitos, no entanto, não foram reconhecidos ainda e não trazem denominação. Se alguém reconhecer e puder informar somos gratos. Da fazenda Taquaral as fotos no arquivo sob guarda de TS Bovaris, são os registros dos escombros. Uma foto antiga ofertada pela Família Resende serviu de base para que a arte realizada por Maurício Nascimento pudesse se manifestar com a maior fidelidade, preservando assim, a memória de sua antiga sede demolida. Do ponto de Vista documental e aguardando confirmações temos o Inventário de Manoel Caetano Villas Boas. 1841. Sua sexta filha, Ubaldina Cândida de São José, diz se "moradora na fazenda Boa Vista, distrito do termo da Vila de Lavras". A décima filha é Maria Luiza de São José. Ainda estão para seem esclarecidas algumas pendências. É o caso de Manoel Caetano Villas Boas, às fl 18 ser cutadi cim filho de Maria Jesuína de São José, ou seja, Maria Luisa de São José. Nossa linha de estudo está em função do seguinte dado: "Francisca Cândida de Oliveira, n.1838. Casou-se a 5 de outubro de 1853, com José Teófilo de Moraes Salgado, n. 1822, filho do Capitão Teófilo Gomes de Moraes Salgado e Maria Ubaldina Cândida de Oliveira". Doc. PERDÕES, 05/10/1853. Oratório do tenente José Dias Ferraz da Luz, matrimônio de José Teófilo de Morais Salgado com Francisca Cândida de Oliveira, filha de dona Jesuína Cândida de Oliveira e Francisco Dias Ferreira. Cachoeira tem descendentes desta tradicional matriarca. Aguardando colaboração . Obs. O Sr. José Teófilo aparece como vizinho de uma fazenda de nome Registro, que não é desta região. Ainda hoje temos descendentes de "Oliveira" como proprietários da antiga Boa Vista. Hoje, 2008, só as paredes da casa. No ano de 2007 a casa ainda estava com seu trabalho, que hoje veio abaixo.

de leonor rizzi:
"O justo olha pela vida dos seus animais". cf Provérbios 12:10
de João:
"Os animais dividem conosco o privilégio de terem uma alma". Pitágoras.
de protetor voluntário:
"De que adianta chorar pelos animais? "Os animais precisam de você e não de seu choro". Veja em http://www.protetoresvoluntarios.com.br/portal/modules/soapbox/column.php

Comentários

leonor rizzi disse…
O Projeto Partilha agradece o trabalho voluntário desenvolvido pela tricordiana. Seu estágio de 3 dias feito junto ao administrador do blog foi produtivo. Constata-se pelo relato feito que demostra conhecimento do arquivo de TS Bovaris. Parabéns colaboradora, e fazemos votos que o estágio tenha ajudado na elaboração de sua tese de doutorado. Nossos votos são os de que, também aqui em Carmo da Cachoeira, alguém com garra como a sua assuma por amor tese em prol da cidade. Seria mais um presentão de que a cidade é merecedora.

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.

A Família Campos no Sul de Minas Gerais.