Tabela Cronológica 13 - Carmo da Cachoeira

1840

1840-1920 – Reforma Católica com finalidade de implantar no Brasil o espírito e as conclusões do Concílio de Trento, em contraposição ao catolicismo lusitano de origem medieval;

ü 1/Jan – qualificação dos jurados do distrito da Boa Vista. O juiz de paz, Francisco Daniel da Costa, o Reverendo Victoriano Villela, e o capitão Joaquim Fernando Ribeiro estiveram presentes ao ato;

ü 9/Mar – a vila de Campanha foi elevada a cidade;

ü 7/Set – terceira eleição para juiz de paz do distrito de Boa Vista, feita na casa de Joaquim José Pereira da fazenda do Rio do Peixe;

ü Dom Pedro II assumiu com 14 anos de idade o trono; a coroação foi no ano seguinte, durante seu reinado houve o declínio do Padroado;

ü em torno dos municípios organizam-se as forças políticas regionais;

ü Lei Provincial n°167: denomina a fazenda das Luminárias ou distrito das Luminárias (Carmo das Luminárias);

ü criado o distrito de São Sebastião da Ventania, hoje Altinópolis; e

ü o arraial do Espírito Santo da Varginha foi elevado a distrito, subordinado a Três Pontas.

1841

ü 1/Abr – Lei 2002: desmembrou de Lavras do Funil o arraial da Nossa Senhora da Ajuda das Três Pontas, e elevado a vila. A circunscrição da nova vila compreendia: Água-Pé (Guapé), Carmo do Campo Grande (Campos Gerais), Dores da Boa Esperança (Boa Esperança), e Varginha;

ü 3/Jul – elevação de Três Pontas a vila;

ü 18/Jul – sagração e coroação de Dom Pedro II;

ü a comarca do Rio das Mortes era formada por oito termos: distrito de Sapucaí, Campanha da Princesa, Baependi, São Carlos de Jacuí, São Bento do Tamanduá, São José, Vila de São João Del Rei e Carrancas;

ü designados os juizes de paz de Carmo das Luminárias; e

ü criada a freguesia de Nepomuceno.

1842

ü 24/Mai – instituição canônica do curato de São Tomé elevando-o a paróquia;

ü a Província de Minas Gerais foi agitada pela Revolução Liberal;

ü Dom Pedro II devolveu o Gabinete Liberal e convocou um conservador;

ü José Fernandes Avelino casado com dona Maria Clara Umbelina exerce o cargo de juiz de paz;

ü instalação da Câmara Municipal de Três Pontas, tendo como primeiro presidente eleito o sargento-mor Antônio Gonçalves de Mesquita;

ü o juiz de paz Rafael dos Reis e Silva entregou a Câmara de Lavras uma lista contendo o nome das fazendas mais importantes do distrito da Boa Vista; e

ü faleceu Martinho Dias de Gouvêa, proprietário da fazenda Rancho.

1843

28/Abr - batizada Cândida, filha do tenente Gabriel Flávio Costa e Mariana (ou Marciana) Jesuína de Andrade, no Oratório da Boa Vista, em Lavras.

1844

ü 14/Jul – na ermida de São Domingos da fazenda da Barra foi batizada, a filha de Ignácio José Álvares (ou Alves) e Maria Cândida de Jesus, tendo como padrinhos: João da Costa Lourenço e Marianna Felisbina da Silva. Outro ato informa que Bernardo José da Costa e Antônia Carolina de Jesus são filhos de João da Costa Lourenço;

ü 7/Set – última eleição de juiz de paz com registro conhecido. A eleição e a ata foram lavradas na residência do capitão João Damasceno Branquinho, da fazenda da Boa Vista sede do distrito;

ü 15/Nov – faleceu em sua fazenda do Couro do Cervo, ex-fazenda Retiro, o capitão-mor Manoel dos Reis e Silva;

ü retorno dos liberais ao poder; e

ü o tenente Joaquim Antônio de Abreu foi um dos eleitos como juiz de paz do distrito de Carmo da Boa Vista.

1846

ü 20/JunMariana, batizada em Lavras, na ermida de São Domingos, filha do tenente Gabriel Flávio da Costa e Mariana (ou Marciana) Jesuína de Andrade; e

ü passagem para Minas Gerais da região aurífera, o Triângulo Mineiro, que pertencia a Goiás, devido ao grande número de migrantes.

1847

1847-1850 – livro de provisões onde aparece registrada para a fazenda das Abelhas, em Lavras do Funil, em nome de Joaquim Bernardes Ribeiro de Rezende, a provisão para uma pia e um oratório.

ü Relação dos eleitores em Boa Vista de Lavras (Arquivo Público Mineiro p.p.1/11, cx16, doc.14).

1848

ü Lei n° 433: elevou Pouso Alegre à categoria de cidade; e

ü eleições no povoado de Nossa Senhora do Carmo da Boa Vista.

1849

1849-1905 – epidemia de febre amarela alastrou-se por todo o país, causando muitas mortes e a desestruturação da sociedade urbana.


Comentários

Projeto Partilha disse…
O Projeto Partilha está na Escola Pedro Mestre, onde a Fernanda, interprete da poesia Retrado de minha Terra, estuda.
Cacá disse…
Quem é Fernanda?
leonor. disse…
Oi, Cacá. Veja neste blog o clipe Retrato de Minha Terra. Autora, prof. Marília, filha do prof. Wanderley, autor do Livro, Carmo da Cachoeira - Origem e Desenvolvimento. Caso você more em Carmo da Cachoeira reconhecerá a Musa Fernanda, através de seu tio e pai-são os componentes da dupla Jovâne e Jobinho.Ouça a interpertação da poesia, que é feita pela Fernanda e veja as imagens do clipe. Entre como "Poesia em Carmo da Cachoeira". Obrigada pela participação e volte sempre. Contamos com você.

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.

A Família Campos no Sul de Minas Gerais.