Suas mensagens...


de: Gilberto Silva Lemes
Luciana Maria Rosa aos 19-10-1785 casou-se com Antonio de Araújo de Abreu, filho de João de Araújo de Abreu e Cipriana Antonia Rates.
Campanha-MG - casamentos -. aos 19-10-1785 Antonio de Araujo de Abreu, f.l. de João de Araujo de Abreu e de Cipriana Antonia Rates, n/b na freguesia de S. João del Rei; = Luciana Maria Roza, filha natural do Alferes Thome Martins Ribeiro e de Maria Correa de S. Anna, n/b nesta freguesia.
conforme discriminação abaixo:
web: http://geocities.yahoo.com.br/projetocompartilhar/
e-mail: projetocompartilhar@yahoo.com.br
inventário de Maria Alves porciúncula: http://br.geocities.com/projetocompartilhar5/mariaalvesdaporciuncula1789.htm
#
de: Raty
Digo sempre. Cada dia uma surpresa. Essa Carmo da Cachoeira é realmente muito, muito especial. Aglutina gente muito interessante e voltada a qualidade de vida. Parabéns Pe. André por estar a frente desta paróquia, sob o manto de Nossa Senhora.
#
de: Projeto Partilha@
Nossos votos são a de que essas faixas etárias sejam vistas pelas autoridades cívis e religiosas diante da lente transformadora do Amor. Aí, não se evidenciará o paternalismo, altamente prejudical e amordaçador do crescimento da consciência e da dignidade humana. Maria do Omar, saiba que a amamos e a respeitamos muito. Luiz Paulo, estamos aguardando sua formação acadêmica para que possa manifestar o dom latente e presente em sua alma - o da sensibilidade artistica e a de historiador. Em nome desses representantes, todos os anciões e jovens se sintam lembrados por este Projeto.
#
de Diomar Santos:
Valeu. O trabalho ficou legal. Estou feliz por ter contribuido com o blog e possibilitar aos internautas um clip para refletir... Um abraço.
#
de Leonor Rizzi:
Áqueles que não são moradores em Carmo da Cachoeira, uma informação: o caminho seguido pelos fiéis no clip da Sexta-feira Santa, é o morro por onde desciam as boiadas. Aos pés deste morro a casa do Sr. Manoel Antonio Rates, junto a Cachoeira dos Rates e o Vale das Boiadas.

Comentários

Projeto Partilha@ disse…
Diomar. Caso tenha registro fotográfico sobre o trabalho voluntário, que você realiza com os meninos, mande-nos. Quando você chega nos fins de semana, sua rua fica colorida, vira uma festa. É menino com bola nos pés no campinho de várzea, pipa nas mãos e o grupo no pau de sebo. Que tal fazer uma reportagem. Para quem gravou a procisão da sexta-feira santa, isso é fichinha, não? TS Bovaris certamente irá desenvolver a arte, e 10 para todos nós e para o mundo. A criançada vai virar protagonista, e história.Perguntar-se-ão: é assim que se faz história? Parabéns por você existir. Aguardamos mais uma colaboração, aceita o desafio?
leonor rizzi@ disse…
Olá, Gilberto Leme e Silva. Profunda e eterna gratidão pela sua participação. Você já viu, nesta página, e no mes de feveveriro, um participante que tem tudo a ver com a gente: O blog da Família Rattes? Conheça-os. Estão sendo representados pelo Roberto e numa grande busca, e em mutirão. O Sul de Minas, um dia, lhes homenagearão, bem como a você. Pela coragem, pelo desafio aceito, e pela participação, honrando e engrandecendo seus antepassados, pelo que fizeram e pelo que não conseguiram fazer por este imenso País.

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.

A Família Campos no Sul de Minas Gerais.

Palanques e trincheiras na defesa dos quilombos.