Teresa do Sapé, uma vida de dedicação.

Teresa do Sapé e Jorge Vilela. Dois nomes ligados pelo mesmo ideal preservacionista. O foco é o cemitério da Chamusca. Um intelectual, outra uma ativista. Terezinha do Carmo Cubateli é conhecida na capital paulista como Teresa do Sapé, lidera alguns movimentos sociais ligados as favelas, atuando junto a igreja onde, com sua criatividade e articulação, mantendo a tradição do simples e do singelo, contidos em suas origens. Nascida na mineira Carmo da Cachoeira, faz de tudo para engrandecer seu berço natal. Uma de suas falas mais significativas é esta: "Como um povo pode ignorar seu passado? Aí está o fato de muitos não engrandecerem mais Cachoeira. Não conhecem seu passado de lutas e de glórias."

Projeto Partilha - Leonor Rizzi

Próxima homenagem: Rogério Vilela, nosso grande colaborador.
Homenagem anterior:
As mineiras: Dona Rezenda e Tereza do Sapé.

Comentários

Ana C. disse…
Vi a Teresa com um montão de pacote descendo do onibus na rodoviária de Cachoeira. Eram roupas e remédios para distribuir. O pessoal de São Paulo manda e ela traz. Sempre chega assim. Nunca vi a Teresa chegar de mão banando.

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.

A Família Campos no Sul de Minas Gerais.