Pontos interessantes de Carmo da Cachoeira.

Conheça a localização de alguns dos principais pontos de referência da cidade de Carmo da Cachoeira, e aproveite para conhecer nosso arquivo de mapas.

Comentários

Atento I disse…
É, mas tem uma coisa. Vi que o pessoal aí é ruim de preservação. Olhem a mata junto dos Ribeirões. Aliás, vocês não irão encontrar mata, pois não tem. Os orgãos competentes deixaram acabar a mata ciliar aí. O que será que estão fazendo, que o satélite mostra e continua do mesmo jeito? Será que esqueceram de olhar ou não sabem que está sendo mostrado para o mundo esse descaso com a natureza?
projeto arlha disse…
Um esclarecimento se faz necessário e, aproveitamos a foto do dia de hoje para fazê-lo. Um dos "pontos interessantes" de Carmo da Cachoeira, Minas Gerais, e apontado como o de número 6 - SANTUÁRIO MÃE RAINHA, situa-se na esquina da Rua Francisco de Assis Reis e Rua Domingos Ribeiro de Rezende. O cachoeirense entende o local como sendo um espaço comunitário e que o conduz a sintonia com a devoção a Nossa Senhora, MÃE DE JESUS CRISTO. Este caráter de universalidade da imagem da Mãe, que está diuturnamente aberta ao acolhimento e perdão, eleva e dignifica a todos. Os que por ali passam saúdam a figura da mãe e seguem sua trajetória sentindo-se abençoados. Muitos deixam aí suas confidências, algumas revestidas de dor, outras de alegria. São encontros "de rua", rápidos, descontraídos, descomplicados. É um encontro marcado pela compreensão, singeleza, aceitação, perdão e bençãos. Pura sintonia com energias internas superiores. São mães com crianças no colo a caminho das creches, são trabalhadores com seus "bornais" e ferramentas a caminho dos labores diários, são crianças com livros, enfim, um ponto de irradiação do amor incondicional em seus caminhos. O cachoeirense não confunde este ponto com o MOVIMENTO DA MÃE PEREGRINA DE SCHOENSTATT, que também existe na cidade. Este tem sua coordenação ligada ao SECRETARIADO DA CAMPANHA DA MÃE PEREGRINA DE SCHOENSTATT. Rodovia Dom Pedro I, Km 78 - Caixa Postal 571. CEP:12940-972 - Atibaia/SP Fone (ll)4414-4249 -Fax 4411-1617
www.maeperegria.org.br
Para evitar possíveis equívocos que poderão advir de um mundo globalizado, solicitamos ao administrador desta página, TS Bovaris, substituir o TERMO SANTUÁRIO por ORATÓRIO MÃE RAINHA. Esclarecemos que aqui não se realiza venda dos produtos oferecidos pelo Santuário de Atibaia. Aliás, aqui não se arrecada fundos para nenhum movimento. O ORATÓRIO tem a finalidade de lembrar que existe um outro plano mais além - O DIVINO.
"O Turismo Religioso não é, necessariamente, um turismo feito por religiosos, místicos, santos populares,
devotos e sacerdotes/profissionais de qualquer credo ou confissão religiosa. O adjetivo “religioso” deve ser
reconhecido em sua amplitude espiritual e metafísica, embora esteja perigosamente comprometida com a
perspectiva cristã – responsável pela sistematização desse significante, no universo do Império Romano e
da Igreja Católica. Portanto, a correta definição para esse tipo de turismo encontra-se num exercício
aproximativo. Trata-se de um fazer turístico capaz de manifestar algum dado de religiosidade. E é
exatamente na religiosidade – no ato popular de professar o sistema de crenças chamado de Religião – que
o Turismo Religioso pode ser comparado às peregrinações e romarias aos lugares sagrados, em momentos
também sagrados".
(Prof. Dr. Christian Dennys Monteiro de Oliveira)
Fonte-http://www.jornalolince.com.br/2008/fev/agora/turismoreligioso_jornalolince_edicao14.pdf)
-----------------------------------
Prezados amigos, penso que a opinião do projeto Arlha, traz a oportunidade de criação de um espaço para uma reflexão sobre Turismo Religioso, em um enfoque ético. Um melhor entendimento do que se entende por turismo religioso, possibilitará talvez vê-lo, por um outro ângulo, ou seja, como forma de turismo sustentável, como forma de busca de uma cultura de paz etc. Se pensarmos ainda no conceito de comércio justo essa atividade podera contribuir para promoção da dignidade da comunidade local, baseado no aspecto trabalho e renda. Talvez o turismo religioso pensado de forma responsável resultara em melhores creches, escolas e condições de trabalho digna aos cachoeirense.Existe ainda uma outra vertente reveladora do grande potencial desse lugar. O turismo étnico. Na mesma direção no que diz respeito a manifestação de fé, como vemos nas congadas, resultaria em produto de grande valor neste contexto, dada a secular tradição. Por que não pensar na criação de produtos, tanto no enfoque do turismo religioso, étnico e sustentável? Assim como a mata junto dos Ribeirões, patrimônio natural, faz-se necessário pensar na preservação do patrimônio imatérial, como única forma de preservar para gerações futura valioso legado.

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.