Monsenhor Nunes - 50 anos de sacerdócio

"Cinquenta anos de vida sacerdotal.

Aquele chamado que tocou o coração do jovem permanece vivo e atuante até os dias de hoje, sinal da presença do Espírito Santo de Deus. Este Espírito que continua agindo dia após dia, ano após ano, em José Nunes Senador, verdadeiro servo a serviço do Senhor. Quase 25 destes 50 anos em nossa paróquia de Nossa Senhora do Carmo. Através de um trabalho produtivo tanto na parte física como espiritual: construindo a galeria Francisco Nunes, o Salão Paroquial, o Sítio São José, as Capelas da Esperança e Vovó Santana, idealizando a festa de Nossa Senhora do Carmo, criando e dinamizando as diversas pastorais, comunidades rurais, grupos de jovens e a RCC. Metade de seu tempo como presbítero está fixado na história de Carmo da Cachoeira.
Se a felicidade for medida pelo número de amigos, o senhor é uma pessoa feliz; se for medida por suas obras podemos afirmar o mesmo e finalmente se for medida por sua fé e devoção a nossa querida Mãe Maria afirmamos com certeza que o senhor é muito feliz. Dentro de nossas limitações como pequena paróquia tivemos no senhor o privilégio de conviver com um grande realizador, de inteligência ímpar e acima de tudo em emérito orador a abrilhantar celebrações e festividades.
Não precisamos falar muito, mas afirmar convictos perante todos, seus amigos e familiares que lhe somos gratos, que lhe dedicamos uma amizade sincera, que o senhor continua presente em nossas orações e em nossos corações, que até as próximas gerações saberão do amor de Carmo da Cachoeira por tão ilustre representante de Cisto. Ao senhor o nosso amor e nossa admiração."


Discurso proferido durante a cerimônia de bôdas de ouro de Monsenhor Nunes.


Comentários

Anônimo disse…
Ainda esta semana havia manifestado a saudade que sentia por essa pessoa! Monsenhor Nunes. Uma pessoa de cultura insofismável. Falava grego, francês, italiano, inglês e alemão. Psicólogo, Jurista. Mas acima de tudo um servo de Deus. Monsenhor Nunes. Descanse em paz nos braços do Altíssimo.
Anônimo disse…
Monsenhor José Nunes um ungido do Senhor. Em seu sepultamento D. Diamantino dizia: "pecados quem não os tem ...errar, que não erra?", assim ele definia o humano José Nunes Senador e ainda dizia: "não admirava a cor morena, mas foi uma morena que cuidou dele até o fim de sua existencia humana". Era um homem de uma grande sabedoria. Como padre, no meio político, dividiu seu rebanho.Seus bens já não lhe perteciam no fim de sua vida. Tudo isso, Deus permitiu que acontecesse para mostrar que coração, mãos e mente devem estar direcionados para Deus. E, se assim não acontece, Deus capacita seus escolhidos, para mostrar que onde entrou o pecado superabundou a graça do Altíssimo. Somos servos inuteis, pois é preciso que eu diminua e que o Senhor seja exaltado. Assim foi a vida de Mons. Nunes Senador, rezemos pelo seu descanso eterno. Descanse em paz!

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.

A Família Campos no Sul de Minas Gerais.