Padre José Procópio Júnior em Carmo da Cachoeira

Imagem
Paróquia Nossa Senhora do Carmo sob nova guiança Editorial Sai Pe. Daniel Menezes, e assume como administrador paroquial da acolhedora cidade de Carmo da Cachoeira, em fevereiro de 2019, o Pe. José  Procópio Júnior.
"Não cabe à pedra escolher o lugar que deve ocupar no edifício. Assim também não cabe à nós criaturas ditar ao Criador o que deve acontecer em nossa vida, pois Deus é quem sabe e dispõe com sabedoria própria." − Dom Servílio Conti, IMC Como página que observa os acontecimentos neste pedaço de chão mineiro, limitado por montanhas e que, segundo o cachoeirense Padre Godinho, “todas são azuis”, registramos o remanejamento ocorrido entre padres ligados a Diocese da Campanha no ano de 2019. Entre as mudanças encontra-se a Paróquia Nossa Senhora do Carmo/Carmo da Cachoeira – MG.

Sai nosso querido Padre Daniel Menezes. Por ele continuamos a rezar e o devolvemos, entre lágrimas e a esperança de um dia tê-lo entre nós. Somos eternamente gratos e devedores. Entra, aureola…

Mapa da comarca do Rio das Mortes - 1776




Comentários

Anônimo disse…
Parabéns aos organizadores deste blog. Prima pela ética e respeito ao trabalho de cada um. Nem parece que está no Sul de Minas Gerais. Onde moro ouço outras referências a este canto do Brasil.
Anônimo disse…
Sou estudante universitária. Encontrei esse atalho que me levou a reflexão e muito auxiliou em minha decisão para encaminhamento da monografia que devo desenvolver este ano de 2008.
Muito obrigada. Parabéns aos organizadores deste blog.
Anônimo disse…
Aí em Carmo da Cachoeira deve ter uma boa universidade. Vou dar busca no google e ver se posso estudar aí. O ano que vem devo ir para o ensino superior e gosto de história.
Anônimo disse…
Que mapa mais interessante. Nunca pude imaginar essa imensidão de Minas Geris dividida em quatro. Era impossível governar assim. Agora entendo melhor os desmandos ocorridos na ocasião aí em Minas, principalmente no Sul dele. Humano nenhum dá conta desse espaço. Não dá não....
Anônimo disse…
O mundo gira depressa, e nessas voltas eu vou... cantando a canção tão feliz, que diz ... ... ... .
Parabéns aos organizadores deste blog. Alto nível.
Anônimo disse…
Quem diria que de um sertãozão nasceria um blog tão especial. Já vi muita coisa, mas não espera por essa. Aprendi com ele a derrubar meus preconceitos.
Anônimo disse…
Aí em Carmo da Cachoeira, só não faz monografia quem é muito ruim de trabalho intelectual. Está tudo ofertado, e de mão beijada. Realmente, aí é o PARAISO mostrado no Hino do Sesquicentenário.
Parabéns pra essa turma. Cultura é o que não falta aí.
Anônimo disse…
Vou embargar nessa. Legal este trabalho divulgado.
Anônimo disse…
Epa. Encontrei um tesouro a flor da terra. Muito obrigado a este blog. Era o que buscava para fundamentar minha monografia.
Anônimo disse…
Nossa. Mil setecentos e setenta e seis. Aqui os quilombos já era. Índios, nem se falam. Foram-se antes.Eta sertãozão.
Anônimo disse…
Extensão pra ninguém botar defeito. Ingovernavel.
Anônimo disse…
Vou embargar nessa em minha monografia. Aqui na Universidade estão comentando do blog

Postagens mais visitadas deste blog

Antiga foto da fazenda da Serra de Carmo da Cachoeira.